Posts com a Tag ‘Zona Oeste’

Enchentes em São Paulo

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Ontem dia 14 de fevereiro e Hoje, dia 15, a cidade foi assolada pelas águas, como sempre.

Entra prefeito, sai prefeito, entra secretário, sai secretário.

Todos recebem para trabalhar, mas se trabalham não se expõem as mazelas deles mesmos.

Não se submetem aos congestionamentos, as enchentes aos desmoronamentos, fazer porque? estamos protegidos e amparados, os eleitores é que tem que se cuidar. Votaram porque assim desejaram compulsoriamente.

Sr. Fernando Haddad, cadê você? Ainda no Carnaval, já está de férias, em recesso.

A Capital está em estado de alerta e você não prestou solidariedade, pronunciamento, mostrou a cara, nem você nem os seus secretários que você escolheu ou loteou.

A população paulista já deve começar a se manifestar. Cadê VOCÊ?

IPVA, IPTU, já vieram, inclusive já entregues aos munícipes.

é mesmo revoltante ter que encarar o PT do MENSALÃO.

Piso Tátil, para deficiente visual termina em muro.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Só mesmo vendo para acreditar.

Quando se pensa que algo é impossível, a Prefeitura prova que  “Tudo é Possível”, quando se trata de engenharia e cuidados com o cidadão paulistano.

Um trecho do piso tátil para cegos feito recentemente na avenida Faria Lima, na zona oeste de São Paulo, leva de maneira inesperada o pedestre para um muro, em vez de conduzi-lo para a rampa de acesso ao semáforo. As calçadas recém-reformadas da avenida passaram a contar no mês passado com os pisos vermelhos feitos com riscos em relevo que auxiliam na locomoção dos cegos, conhecido como piso tátil direcional.

Curiosamente veja a seguir a justificativa da subprefeitura de Pinheiros.

A subprefeitura de Pinheiros, responsável pela obra, disse que a solução adotada para o piso tátil instalado no trecho ‘está em conformidade com as referências dispostas na ABNT NBR9050:2004’.

A população deveria ser ressarcida destas obras sem engenharia.

Incrível, ainda afirmarem que está dentro das normas.

A prefeitura de São Paulo só piora a cada dia que passa.


Áreas de Risco na Cidade de São Paulo

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Prefeitura analisa novo mapeamento de Áreas de Risco Geológico

O mapeamento das áreas de risco da capital já é usado como ferramenta de estudo de ações da administração pública, orientando a prioridade de ações, obras e elaboração de projetos nos locais classificados por grau de risco de escorregamento de encostas e solapamento de margens de córregos.

O mapeamento das áreas de risco da capital, contratado pela Prefeitura de São Paulo junto ao Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT), já é usado como ferramenta de estudo de ações da administração pública, orientando a prioridade de ações, obras e elaboração de projetos nos locais classificados por grau de risco de escorregamento de encostas e solapamento de margens de córregos. Esse estudo está sendo analisado por todos os secretários envolvidos e será divulgado na próxima semana com a avaliação técnica de todas as pastas e suas respectivas responsabilidades.

O mapeamento, que também contemplou uma atualização do último estudo realizado em 2003, foi feito em todo o município de São Paulo, nas 31 subprefeituras. O estudo anterior compreendia 14 subprefeituras. Dados divulgados pela imprensa fazem parte dos resultados obtidos pelo estudo, como, por exemplo, o número de 407 áreas de risco em 26 subprefeituras. Essas áreas de risco estão divididas da seguinte forma: 176 áreas na região Sul da cidade, 107 na região Norte, 100 na Leste e 24 na zona Oeste. Segundo os próprios técnicos do IPT, este pode ser considerado o maior mapeamento realizado no Brasil em uma única cidade.

Atualmente, 27% das moradias instaladas em áreas de risco estão em setores considerados de risco Alto e Muito Alto, que representa cerca de 29 mil moradias, com aproximadamente 115 mil pessoas. Já nos setores de risco Médio e Baixo, está concentrada a maioria das moradias: 73%, que representam mais de 105 mil residências.

É importante ressaltar que a Prefeitura já vem desenvolvendo um programa de eliminação de áreas de risco. Em 2010, a Secretaria das Subprefeituras investiu R$ 29,6 milhões em ações para redução de risco geológico. Foram executadas 74 intervenções em toda a cidade, beneficiando 29 mil pessoas. Desde 2005, foram transferidas 59 mil pessoas de áreas de risco com obras de urbanização de favelas, Programa Mananciais e outras ações da Prefeitura. No mesmo período, mais de 400 obras foram realizadas para eliminação ou redução do risco nessas áreas.

No ano passado, também foram capacitados cerca de 90 funcionários para realizar o mapeamento, monitoramento e gerenciamento de risco. Para este ano de 2011, a Prefeitura pretende realizar 110 intervenções de pequeno e médio porte nos setores mais críticos. O objetivo é investir R$ 100 milhões, incluindo as obras do PAC-2. No total, a previsão é que sejam aplicados cerca de R$ 1 bilhão, considerando as intervenções de outras áreas que também contribuem para redução de riscos.

Entre as ações de planejamento estão também: a integração como os programas municipais de urbanização, regularização fundiária e operações urbanas, além de estruturação dos sistemas de monitoramento e alertas em áreas prioritárias.

Através dos dados e informações consolidados por este novo mapeamento, a Prefeitura subsidiará suas ações de prevenção, além de definir prioridades de obras. Inclusive, a Devesa Civil poderá indicar quais residências precisam ser verificadas ou monitoradas a cada situação de chuva.

fonte: http://www.prefeitura.sp.gov.br/portal/a_cidade/sala_de_imprensa/releases/index.php?p=42517

Áreas de risco

Região/Bairro Número de áreas de risco
Zona Norte
Perus

24

Freguesia do Ó

25

Vila Maria

2

Pirituba e Jaraguá

20

Santana

1

Jaçanã

14

Casa Verde

21

Zona Sul
Campo Limpo

32

Cidade Ademar

24

MBoiMirim

50

Capela do Socorro

42

Parelheiros

11

Ipiranga

4

Jabaquara

13

Zona Oeste
Butantã

21

Lapa/Jaguaré

3

Zona Leste
São Mateus

20

Vila Prudente

8

Penha

5

Aricanduva

6

São Miguel

7

Ermelino Matarazzo

6

Itaquera

12

Cidade Tiradentes

7

Itaim Paulista

12

Guaianases

17