Posts com a Tag ‘ouvir telemensagem’

Dieta Saudável para perda de peso

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Emagreça sem sofrer com uma Dieta Saudável

Se você estiver com sobrepeso, poderá seguir esta dita que é muito saudável e saborosa.

Começamos com a Sopa Básica para a queima de Gorduras

Ingredientes:

01 Berinjela
01 Maço de Cebolinha
01 Pimentão Verde
01 Nabo

01 Tomate picado ou 01 lata de Purê de Tomate

01 Maço de Aipo ou Salão

01 Pacote de Sopa de Cebola

01 Repolho médio

01 Cebola Picada

03 Cenouras

02 Xícaras de Vagem

Faça a sopa de da forma natural, cozinhando todos os legumes picados e temperando a gosto, mas sem colocar gordura.

Esta sopa pode ser tomada a qualquer momento do dia ou da noite, quando sentir fome.

Esta sopa queima calorias, quanto mais se come mais se perde.

Mas atenção se tomar a sopa por longo período poderá causar desnutrição.

Portanto siga as recomendações diárias a seguir.

Acompanhamentos para a sopa e sua dieta:

1º Dia – Todas as frutas.

Seu primeiro dia consiste em comer todas as frutas que desejar,  menos a banana.

Melancia e Melão têm menos calorias que a maioria das demais frutas.

Coma, portanto somente as frutas e a sopa.

Beba bastante líquidos como água, chás, limonada, suco de uva usando somente adoçante.

2º Dia – Todos os legumes

Coma até que esteja farto de legumes crus ou cozidos, mas saiba que os legumes crus e frescos mantém mais nutrientes.

A sopa continua sendo necessária no momento em que sentir fome.

A noite fica libarado comer uma batata grande, cozida com manteiga.

Não coma frutas neste segundo dia.

3º Dia – Frutas e Legumes

Tome quanta sopa e coma quantos legumes e frutas que deseja.

Se você está conseguindo a dieta e comeu somente o que foi recomendado, poderá ter perdido de 2,3 a 3 kg até agora.

4º Dia – Bananas e Leite desnatado

Coma até 8 bananas e quantos copos de leite desnatado quiser e não se esquecer da sopa.

Banana contém calorias e carboidratos, assim como o leite.

Neste 4º dia, seu corpo vai precisar de muito potássio, carboidratos, proteínas e cálcio, para reduzir o desejo intenso de consumir açúcar.

5º Dia – Bifes e Tomates

Neste 5º dia, é permitido comer de 280 a 400 Gr de bife e o conteúdo de uma lata de tomates frescos.

Tentar tomar 8 copos de água, para eliminar o ácido úrico que está no corpo.

Tome a sopa pelo menos uma vez no dia.

6º Dia – Bifes e Legumes

Comer até 3 bifes grandes, mas não coma batata.

Tome a sopa pelo menos uma vez ao dia.

7º Dia – Arroz, Sucos e Frutas

Dê preferência ao arroz integral, sucos evidentemente sem açúcar, e legumes à vontade, exceto batata.

Tome a sopa pelo menos uma vez ao dia.

Ao final do 7º dia, se tiver seguido rigorosamente as instruções, terá perdido de 4,5 a 7,00 kg.

Se tiver perdi 8 ou mais kg, fique e a 3 dias fora da dieta antes de recomeçar.

Seguindo corretamente esta dieta, o seu organismo estará mais limpo e sentirá um grande bem estar.

Esta é uma dieta rápida de queima de gordura e o seu segredo é que irá queimar mais calorias do que está consumindo.

Notas Importantes

Não consuma nenhuma bebida alcoólica durante o seu regime, por causa da remoção de gorduras do organismo.

Caso deseje beber, saia do regime 48 horas antes de ingerir bebida alcoólica.

É permitido comer franco ou peixe grelhados ou cozidos ao invés de carne em 1 dia da dieta.

Lembre-se que vai precisar da proteína da carne vermelha.

04/10/2011

Luiz Oliveira

Sucesso

21 de Setembro – Dia do Idoso

domingo, 12 de setembro de 2010

Dia do Idoso

    Refletir sobre o idoso é pensar o preconceito em relação às pessoas da terceira idade. Analisarmos o sentimento que alimentamos pelos mais velhos, de forma determinada e corajosa, sem tapar o sol com a peneira.

    Trata-se de tarefa importante. Existe um adesivo de carro que, quem ainda não viu, deveria ter visto. Ele tem uma frase forte, irônica, e de uma inteligência a toda prova. Diz o seguinte: “Velho é o seu preconceito”. E não é verdade? Existe coisa mais fora de propósito, mais cheirando a mofo do que isso?

    Devíamos, isso sim, tentar pegar dos mais velhos a experiência e sabedoria de vida que anos de luta e observação os ajudaram a ter. Que tal nos deixarmos contagiar por essa bagagem de conhecimento, para virmos a ser, quem sabe, jovens e adultos mais interessantes e respeitáveis? Respeitar e ouvir o idoso é respeitar a nós mesmos.


    • Política do Isoso no Brasil

      Até 2025, o Brasil será o sexto país do mundo com o maior número de pessoas idosas. Pelo menos segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). Daí o alerta ao governo brasileiro para a necessidade de se criar, o mais rápido possível, políticas sociais que preparem a sociedade para essa realidade.

      Ainda é grande a desinformação sobre o idoso e sobre as particularidades do envelhecimento em nosso contexto social. O envelhecimento humano, na verdade, quase nunca foi estudado. Poucas escolas no país criaram cursos para auxiliar as pessoas mais velhas. Uma prova disso é que até um tempo atrás, o médico que quisesse se especializar em geriatria precisava estudar na Europa.

      A Constituição de 1988, no entanto, deixou clara a preocupação e atenção que deve ser dispensada ao assunto, quando colocou em seu texto a questão do idoso. Foi o pontapé inicial para a definição da Política Nacional do Idoso, que traçou os direitos desse público e as linhas de ação setorial.

      Depois da criação dessa Política, através da Lei 8.842, em 4 de janeiro de 1994, é que as instituições de ensino superior passaram a se adaptar, a fim de atender a determinação da Lei, que prevê a existência de cursos de Geriatria e Gerontologia Social nas Faculdades de Medicina no Brasil. Nesse âmbito, trabalhando com a terceira idade, existem duas entidades de relevo: a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia e a Associação Nacional de Gerontologia. Bom esclarecermos que a geriatria é uma especialidade da medicina que trata da saúde do idoso, enquanto a gerontologia vem a ser a ciência que estuda o envelhecimento.

      Um destaque no país no auxílio à terceira idade é Brasília. Foi a primeira localidade a criar uma Subsecretaria para Assuntos do Idoso, além de instituir o Estatuto do Idoso, regido por princípios que registram o direito das pessoas mais velhas a uma ocupação e trabalho, como ainda acesso à cultura, à justiça, à saúde e à sexualidade, além, é claro, de poder participar da família e da comunidade.

      Num país como o nosso, que vê sua pirâmide populacional ser modificada pouco a pouco, tomarmos conhecimento de entidades que se dedicam a mudar o perfil do idoso depressivo, abandonado pela família e sem projetos é de extrema importância.

      Veja abaixo, como os idosos estão distribuídos no país.

O Legendário ELECTRA

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Lockheed L-188 Electra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Lockheed L-188
Atlantic.airlines.electra.g-lofd.arp.jpg
Tipo Avião comercial
Fabricante Lockheed
Primeiro vôo Dezembro de 1957
Capacidade 65 a 100 passageiros
Comprimento 31,81 m metros
Envergadura 30,18 m metros
Altura 10,1 m metros
Velocidade máxima 602 km/h km/h
Nota: {{{notas}}}

O Lockheed L-188 é um avião comercial de médio porte, turboélice de fabricação norte-americana projetado e construído pela Lockheed. Foi o primeiro avião turboélice comercial construído nos Estados Unidos da América. Voou pela primeira vez em 1957.

Histórico

O Lockheed L-188 Electra começou a ser desenvolvido em 1954 para atender uma exigência da American Airlines, para operar em rotas domésticas de curto e médio alcance. O primeiro protótipo voou em 6 de dezembro 1957. Muitas outras companhias aéreas americanas já se interessavam pelo modelo e a lista de pedidos já passava de 144. Seu primeiro voo comercial foi em 12 de janeiro de 1959, com a Eastern Air Lines (devido a uma greve de pilotos da American Airlines).

No entanto, o otimismo da Lockheed sobre vendas futuras foi fortemente abalado por uma série de acidentes ocorridos entre 1959 e 1960 (dois deles onde a aeronave partiu-se em voo), que contribuiu para uma grande quantidade de cancelamentos de pedidos.

Como medida preventiva, restrições à velocidade e altitude de voo foram impostas aos Electras após essas ocorrências.

Após uma longa investigação conduzida pela Lockheed em conjunto com a NASA, finalmente descobriu-se a causa para as rupturas da estrutura da asa ocorridas em voo. Um erro de projeto das naceles dos motores fazia com que estes gerassem uma vibração conhecida como “whirl mode”, que era transmitida à asa na mesma frequência de ressonância desta, que iniciava assim um movimento de oscilação crescente que culminava no rompimento de sua estrutura e sua separação da fuselagem.

As naceles ou berços dos motores e as asas foram então reprojetados, recebendo diversos reforços estruturais, e todas as unidades do L-188 em operação foram imediatamente submetidos a um programa de modificações denominado “LEAP – Lockheed Electra Action Program”. Dessa forma, o problema foi definitivamente resolvido e as restrições de voo impostas ao Electra foram suspensas. Porém a imagem do modelo estava irremediavelmente manchada entre os usuários de transporte aéreo dos Estados Unidos, sendo esse um dos motivos que levaram ao prematuro encerramento de sua produção, tendo o último Electra produzido, modelo L-188C e número de série 2022, sido entregue à empresa Garuda Indonesian Airways no dia 15 de janeiro de 1961.

No Brasil

No Brasil o Electra foi e sempre será o príncipe da Ponte Aérea Rio-São Paulo. Os Electra passaram a operar na Ponte Aérea e tornaram-se equipamento exclusivo a partir de março de 1975, após a retirada de serviço do último Vickers Viscount da Vasp. Desde a sua criação, em julho de 1959, a Ponte Aérea foi servida por vários tipos de aviões pertencentes às empresas que faziam parte do “pool” operacional.

Com a introdução dos Electra como equipamento exclusivo da Ponte, o número de assentos disponíveis para cada empresa do sistema (Varig, Cruzeiro, VaspTransbrasil) teve que ser calculado proporcionalmente à participação de cada uma no mercado. Independente disso, os Electra eram sempre operados por tripulantes técnicos da Varig, com pessoal de cabine fornecido pela empresa que originasse o vôo. Se fosse um da Transbrasil, os comissários eram da Transbrasil. Na Ponte, os Electra chegaram a sustentar uma média de 66 vôos diários, com partida a cada 15 minutos e, se necessário, faziam vôos extras. Essa frequência diminuía nos fins de semana, quando geralmente os vôos eram realizados somente de hora em hora. O ciclo operacional desses aviões vai ser fechado com números bastante expressivos, que dão bem conta do que foi a sua vida no Brasil.

Na época, segundo estatísticas fornecidas pela Varig, a frota dos Electra já completou 777.140 horas de vôo com 736.806 pousos, o que dá uma média de 55.510 horas de vôo e 52.629 pousos por avião.

Características Técnicas

  • Tipo: Monoplano quadrimotor de asa baixa, de construção totalmente metálica, para transporte de passageiros em curtas distâncias.

Grupo motopropulsor: 4 motores turboélice Allison 501-d13A de 3.750 ESHP cada, equipados com hélices quadripás Aeroproducts A6 641FN-606.

  • Envergadura: 30,18 m
  • Comprimento: 31,85 m
  • Altura: 10,00 m
  • Área alar: 120,80 m2
  • Peso Vazio: 26.036 kg
  • Peso Máximo de decolagem: 51.256 kg
  • Peso Máximo de pouso: 43.387 kg
  • Carga paga máxima: 12.020 kg
  • Relação peso/potência: 3,4 kg/ESHP
  • Carga G máxima: +2,5 e -1
  • Velocidade máxima: 721 km/h
  • Velocidade de cruzeiro: 650 km/h
  • Velocidade de cruzeiro econômico: 600 km/h
  • Velocidade de estol: 172 km/h
  • Razão inicial de subida: 10 m/s
  • Teto de serviço: 8.655 m
  • Alcance máximo 4.500 km
  • Distância de decolagem: 1,438 m (com peso de 51.256 kg)
  • Distância de pouso: 1.310 m (com peso de 38.783 kg)
  • Capacidade de passageiros: 65 a 100 pessoas

fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Lockheed_L-188_Electra

Quem é esta pessoa? Você o conhece?

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Quantas e quantas vezes somos surpreendidos, com um olhar de indignação, dúvida, desaprovação ou de ansiedade por alguém que vemos praticamente todos os dias por anos seguidos.

É, está na hora de olharmos em nosso redor e admitirmos que rodeiam vários mundos que convivem em nossa órbita, nos testam, nos ignoram, nos chamam… Enfim , sentimo-nos onipotentes, auto suficientes e absolutos, nos posicionamos como o pivô do mundo.

Olhamos e quase nunca vemos, falamos e quase nunca ouvimos. Mas todos estão nos olhando, ouvindo, julgando, fazendo juízo, aclamando, e até muitas vezes sorrindo para nós.

Pois é, hoje me vi só, sem perceber os meus sentidos, distante e vago. Tive que parar um pouco para tomar fôlego. Precisava pela primeira vez de ajuda, estava angustiado, não havia ninguém em minha órbita. Até senti uma sensação de abandono e que não estava sendo observado e admirado por ninguém.

Senti  nitidamente uma solidão, na qual nunca houvera sentido antes em minha vida. Não estava conseguindo entender bem este sentimento, sempre estive altivo, no centro das atenções e responsável por tudo aquilo que conquistara e dividido com os que a mim serviam.

Lembrei-me que fora criança um dia. Tive uma família, e cresci buscando meus ideais, meus objetivos audaciosos e que conseguira com anos e anos de trabalho conquistar meu espaço, meu sucesso e destaque.

Não vi e nem senti o tempo passar…. Agora estou só.

Finalmente consegui descer e raciocinar como criança, e perceber que não vi que envelhecera, que minha esposa tinha perdido seu encanto e vivacidade. E meus filhos…. nem me lembro de ter participado com eles nos estudos, na adolescência no seu desenvolvimento.

Percebo agora… não conheço meus filhos. Eles cresceram, estão formados moralmente, mas não conhecem o seu pai. Ora, que pai? Nunca lhes dei a atenção merecida, não dediquei momento algum de minha vida e menos ainda da vida deles.

Bem,  acho que esta angústia é um bom sinal. Ainda há tempo.

Quero muito correr para casa, e abraçar longamente minha esposa, meus filhos e jamais deixar este sentimento de ausência e solidão tomar conta de meu ser.

Eu os amo, e tenho que provar a eles que errei ao criá-los à distância. Quero muito, muito começar a viver de novo, uma nova vida em Família com amor e descer definitivamente do pedestal. Ora que pedestal é este que me privou de sentir e viver o que há de mais importante para qualquer ser vivo que é a Família.

Luiz Sergio em 23/12/2009

Hino Nacional Brasileiro – Letra

terça-feira, 22 de dezembro de 2009
Música de Francisco Manoel da Silva
Letra de Joaquim Osório Duque Estrada
Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da pátria nesse instante.

Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!

Ó pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
De amor e de esperança à terra desce,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido,
A imagem do cruzeiro resplandece.

Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza.

Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

II

Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do novo mundo!

Do que a terra mais garrida
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores;
“Nossos bosques têm mais vida”,
“Nossa vida” no teu seio “mais amores”.

Ó pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro dessa flâmula
- Paz no futuro e glória no passado.

Mas, se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.

Terra adorada
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó pátria amada!

Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!