Posts com a Tag ‘Lula’

Impeachment de Dilma

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Ativista reconhecido de vida pública ex presidente do PT de SP, desligado desde o processo do Mensalão juntamente com a Dra Janaina Conceição Paschoal, advogada de eminente competência e Reale Junior, jornalista de carreira ao encaminharem o pedido de processo de impeachment de Dilma, não foram muito levados a sério, até que a irritação do Eduardo Cunha levou a aprovação de encaminhamento do processo que o Brasil tanto aguardava.

Dilma Rousself, deveria renunciar em respeito ao povo brasileiro tão sofrido e desrespeitado.

Brasil em crise

sábado, 26 de setembro de 2015

2015 é o ano marcado para o resultado de um governo desastrado e relapso.

O ex-presidente Lula navegou e surfou nos resultados dos governos anteriores e condições internacionais favoráveis

Gastou, exagerou, contou vantagens, endividou o país e o seu povo mais pobre.

A Dilma então, aproveitou, sem entender nada do que estava fazendo.

E deu nisso aí, recessão, desemprego, contas que não batem

Agora nós vamos pagar as mazelas dela e sua turma do Petrolão.

Eleições 2014

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

As eleições estão chegando.

Vote certo.

Analise os candidatos.

Evite as reeleições em candidatos que não nada fizeram a seu favor ou de sua comunidade, bairro ou cidade.

Procure entender os programas de cada candidato.

Não esqueçam, o desemprego está aumentando.

A violência crescente.

Escolas caindo e sem propósito de ensinar com qualidade.

Saúde, nem se fala, falida, mal gerida, mal funciona.

Em São Paulo, parece que nem tem governador.

Bom vai o alerta é a oportunidade de mudar.

Lula diz que não será candidato a presidente em 2014

sexta-feira, 19 de julho de 2013

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou uma palestra sobre política internacional na Universidade Federal do ABC, em São Bernardo do Campo, para mandar um recado aos manifestantes que ocuparam as ruas do país em junho: “não neguem a política”.

Diante de uma plateia majoritariamente composta por estudantes, Lula falou em tom descontraído e chegou a usar palavrões.

“Quando vocês estiverem putos da vida, mas puto, ‘não gosto do Lula, não gosto da [presidente] Dilma [Rousseff], não gosto do Marinho [Luiz Marinho, prefeito de São Bernardo do Campo]‘, ainda assim, não neguem a política”, disse Lula.

“E muito menos neguem os partidos. Vocês podem fazer outros. Em vez de negar a política, entre você na política. É dentro de cada um de vocês que está o político perfeito que vocês querem”, finalizou.

O ex-presidente foi aplaudido em diversos pontos do discurso. Por diversas vezes, mencionou as manifestações. Lula disse, por exemplo, que enquanto a Europa protesta para não perder direitos adquiridos, o Brasil protesta para “conquistar mais”.

Ele reafirmou seu legado, disse que os brasileiros passaram a ter acesso a bens como carros e viagens. “É claro que vai ter problema de transporte. O sujeito compra o carro e não consegue andar dez metros. ‘Puta que pariu, vou protestar contra esse prefeito’, ilustrou o ex-presidente.

“Em vez de achar ruim o protesto, [vamos dizer] viva o protesto. De protesto em protesto a gente vai consertando o telhado”, afirmou.

O ex-presidente falou muito sobre a condução da política externa no seu governo. Ele também falou sobre a crise internacional atual e criticou a postura da chanceler alemã, Angela Merkel. “A Angela Merkel conseguiu fazer com a Europa o que duas guerras não fizeram”, disse.

No final do encontro, Lula pediu a palavra para desmentir que esteja com metástase, como foi disseminado em boatos espalhados por redes sociais. Garantiu que jamais mentiria às pessoas se a situação de sua saúde de agravasse.

Questionado se havia possibilidade de ser candidato, Lula respondeu: “Eu elimino [essa possibilidade]. Eu tenho candidata à presidência da república. As pessoas sabem que não adianta bater na minha porta, a presidente Dilma é uma excelente presidente e uma excelente candidata.

fonte: http://www1.folha.uol.com.br

APOIAMOS RACHEL SHEHERAZADE

sexta-feira, 19 de julho de 2013

“Amigos, a situação política do Brasil está grave, diante da iminência de ruptura do estado de direito, perpetrado pelos “petralhas”, inconformados pela condenação do “subchefe da quadrilha” José Dirceu (o chefe é o Lula).
A manifestação do PT em São Paulo, contra a condenação dos seus membros em razão do julgamento do mensalão, é perfeitamente admissível numa democracia.

Todavia, as manifestações dos “porta-vozes”, Tóffoli e Lewandovsky, pedindo a “transformação” da pena de prisão em multa, é um ESCÁRNIO, INADMISSÍVEL DE SER PROPOSTA POR UM JUIZ, AINDA MAIS SE ESSE JUIZ FAZ PARTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL.

Como estou dirigindo este e-mail para diversos amigos, a grande maioria com formação diversa da área jurídica, peço licença para um pequeno esclarecimento, do porquê do perigo das manifestações dessas duas figuras nefastas que, infelizmente, têm assento no Supremo.

No Direito penal, o princípio da legalidade se desdobra em outros dois:
O princípio da anterioridade da lei penal e o princípio da reserva legal.

Por anterioridade da lei penal, entende-se que não se pode impor uma pena a um fato praticado antes da edição desta lei, exceto se for em benefício do réu.

Já a reserva legal, estabelece não existir delito fora da definição da norma escrita.

O princípio nullum crimen, nulla poena sine lege é cláusula pétrea da Constituição.

Como nós sabemos, o Código Penal é TÍPICO.

Na aplicação da Lei Penal, o Juiz não pode se valer, por exemplo, da ANALOGIA.

Os elementos constitutivos de um crime devem ser preenchidos na sua TOTALIDADE.

Portanto, o Juiz deve se ater ao que está escrito na Lei Penal.

Assim, o que pode gerar tais manifestações?

É simples: incentivado por esses dois IMBECIS, a bancada dos Petralhas pode apresentar projeto de Lei, por exemplo, mudando a penalidade dos crimes de corrupção ativa e passiva (crimes contra a Administração Pública) de prisão para pena de multa.

O que acontecerá, se for feita esta alteração nas penas?
Dentro dos princípios Constitucionais e do Código Penal,
a LEI POSTERIOR NÃO SE APLICA AOS CASOS JULGADOS ANTERIORMENTE, SE NÃO EM BENEFÍCIO DOS RÉUS.

Por exemplo: uma pessoa é condenada a um ano de prisão por furtar uma bicicleta.

Lei posterior, revoga essa penalidade, dizendo não ser crime o furto de bicicleta.

O Réu, INSTANTÂNEAMENTE, terá de ser posto em liberdade.

Voltando ao mensalão, caso mude a penalidade de prisão para multa nos crimes praticados pelo Zé Dirceu, ele, simplesmente, com os milhões amealhados pela quadrilha, sairá da prisão, caso seja preso, RINDO DE TODO O POVO BRASILEIRO, EXCETO OS SEUS COMPARSAS.

Portanto, a gravidade do assunto é visível:
será a desmoralização do Supremo, não de seus membros, e sim da instituição, que representa um dos PODERES DA REPÚBLICA, talvez o mais importante.

Assim, peço a você, caso concorde com os termos dessa minha manifestação, divulgue este e-mail para o maior número de pessoas, a fim de que a Nação fique atenta, e impeça um golpe malandro na tênue democracia brasileira.”

Aqui, tudo é possível. Impossível é um contribuinte trabalhador acumular tamanha fortuna como as dos políticos brasileiros, Aviões, mansões, contas bancárias no exterior, veículos de altíssimo custo. Acho que os políticos brasileiros é quem começaram com o Funk Ostentação, embora os meninos trabalhem e os políticos ficam maquinando como em 4 anos enriquecer a família e seus sócios de campanhas eleitorais.

fonte: https://www.facebook.com/groups/apoiamosrachelsheherazade/permalink/402927496473864/