Posts com a Tag ‘Inspeção veicular’

Fernando Haddad = Promessas

domingo, 4 de novembro de 2012

É Haddad, o Controlar, vamos deixar pra 2014, tem que negociar.

Vamos primeiro prometer….depois ver o que dá pra fazer.

Não é diferente de todos os outros.

Mais uma vez acho que dei meu voto acreditando.

Controlar não permite acompanhamento

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Denúncia

Este é cercadinho que o proprietário tem que ficar esperando estranhos mexer no seu carro.

A empresa Controlar, contratada pela Prefeitura do Município de São Paulo destinada a avaliar o índice de poluição nos veículos cadastrados dentro da capital, exerce um comportamento diferente em cada unidade conforme depoimentos de vítimas deste sistema imposto sem consulta popular.

Aliás para taxas e tributos, quando é que a população é consultada?

Venho aqui reclamar de uma atitude que não concordo em hipótese alguma.

A Fila com hora marcada

Quando se aguarda a sua vez, numa fila com hora marcada, um funcionário leva o seu carro até a plataforma de avaliação.

Começa aí o erro! Quem deveria conduzir o veículo deveria ser o proprietário ou o condutor do mesmo.

Após posto lá na área de inspeção você é convidado a aguardar a uma certa distância.

Daí então começa um absurdo ainda maior.

O avaliador visual pede para acelerar o veículo, parado a uma rotação muitas vezes acima do recomendado para um motor que está sem tração. Já irrita ver seu carro na mão de um estranho acelerando como se fosse um KART de brinquedo.

Lá atrás do carro fica um sujeito especialista visual, acho que um elemento treinado com olhos precisos e com algum chip instalado que avalia o índice de fumaça e a quantidade de água que sai pelo escapamento.

Após a precisa e indiscutível avaliação por este fiscal da fumaça, aprova ou não, a seu critério.

Se ele disser que está com fumaça visível, você pergunta quanto acima do tolerável e qual o critério técnico e científico aplicado, uma vez que não há instrumento de avaliação aprovado pelo INMETRO, que deve sim colocar um selo de inspeção na testa do avaliador. Não tem conversa, ele reprova e você fica sem parâmetro ou informação necessária.

Alem disso temos que ouvir opiniões destes especialistas: Seu motor está fumando, leva pro mecânico de sua confiança.

Se aprovado, vem um outro especialista em imagens pelo olhar de águia sem selo do INMETRO, parece cão farejador procurando drogas embaixo de seu carro. E você fica ali no cercadinho como se estivesse sofrendo uma intervenção policial ou aguardando ansiosamente se vai ou não ser detido para averiguação mais criteriosa.

Ufa! não encontraram nada, agora um outro sujeito com os pés calibrados e especializado em acelerar acima da rotação desejada, que fica olhando para o painel e todo o interior do carro para ver o que tem lá dentro além das coisas corriqueiras, começa o ritual do pega defeitos.

Enquanto tudo isso acontece, eles agem como se fossem peritos policiais e como se o carro fosse do pai deles, aquele que vão para as baladas se aparecer com o patrimônio alheio. E você ainda no cercadinho, vendo estranhos mexerem no seu carro.

Considero um absurdo, este procedimento deveria ser acompanhado pelo proprietário do veículo.

Não concordo e nem acho respeitoso o proprietário ficar no cercadinho enquanto estranhos mechem em sua propriedade.  Afinal, pagamos para sermos insultados e desrespeitados, e ainda ficamos sujeitos a critério dos olhos de pessoas desconhecidas e um sistema que não oferece confiança ao contribuinte, uma vez que tudo é feito sem que você possa acompanhar o procedimento de perto.

Deveríamos todos exigir que permitam nosso acompanhamento.

Luiz Sergio

Ação Pública sobre a Prefeitura de São Paulo

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Fique de Olho!!!!

Bem, a Prefeitura do Município de São Paulo, adminstrada pelo Sr. Gilberto Kassab, vai conceder mais de 400 milhões de Reais para a construção do Itaquerão, para recepcionar os jogos da copa de 2014. Assim como com juros extremamente baixos o BNDES também vai financiar outros tantos milhões.

Kassab afirma que é uma forma de desenvolver a abandonada Zona Leste, que parece mesmo que não tem representante, principalmente no seu extremo, de fato abandonada e distante da classe política paulista.

As obras vão agradar grande parte da população, entretanto, não acredito que dinheiro público deve ser aplicado em empresas privadas que não tem plano de retorno. A fundo perdido, pois não se trata de obra de benefício popular e sim populista.

A Zona Leste é uma região deficiente em Saúde, Creches, Escolas, Iluminação, Saneamento, Policiamente, Eventos Culturais e tudo mais de básico que a população precisa.

O Município e o BNDES, poderiam sim conceder benefícios para a implantação de empresas e Indústrias, de forma a reduzir as viagens que os moradores se submentem com o transporte público que de tão deficiente e mal adminstrado, insulta a inteligência de qualquer cidadão.

Se os investimentos fossem para desenvolvimento de fato, até seria louvável, pois este é o objetivo dos impostos que pagamos sem o devido retorno público, mas não deveria atender a uma parcela pequena da população tão esquecida e desrespeitada pelo poder público.

Fique de Olho, vamos fiscalizar.

Vamos observar se este dinheiro que o município afirmava que não tinha, não vai nos ser cobrado nas Taxas como IPTU, IPVA, ISS, e outras incontáveis taxas que pagamos sem mesmo sermos usuários desta arrecadação. Sem falar da Inspeção Veicular, ineficiente e que onera o custo do proprietário de Veículos do município de São Paulo.

Inspeção Veicular em São Paulo – Resultados

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

A Inspeção veicular na Cidade de SãoPaulo, é de fato uma boa iniciativa.

Entretanto, na capital paulista nas últimas semanas temos sofrido com a baixa unidade do ar e o crescente índice de poluição provocados pelos veículos que ficam parados nas avenidas congestionadas, sem que a prefeitura apresente projetos e soluções a curto e a médio prazo no  transporte público com um mínimo de qualidade ou alternativas que não sejam punitivas e de arrecadação para os munícipes.

Tenho pesquisado matérias que pudessem esclarecer os resultados da inspeção veicular que atua já a aproximadamente por 2 anos na capital paulista, que informasse o quanto reduziu o índice de poluição. Não tenho encontrado nada relativo a essa redução.

Será que de fato reduziu a quantidade de monóxido de carbono no ar?

Observei que uma quantidade enorme de veículos não tem sido aprovados ou até mesmo muitos nem estão levando para a inspeção.

A prefeitura de São Paulo, administrada pelos lendários PMDBistas, o que vai fazer com a apreenção de tantos veículos. Onde mais vai poluir a cidade com cemitérios de veículos sucateados, e penalizar ainda mais os contribuintes que tem que pagar as taxas de licenciamento, IPVA, DPVAT, pedágios e outras taxas desconhecidas da população, além de pagar custas fora de qualquer realidade para reaver seu veículo apreendido? (que são abandonados por serem impagáveis tais custas)

O Governo municipal, poderia usar parte da milhionária arrecadação de multas e taxas, impostas de forma compulsória, para oferecer aos proprietários de veículos em mal estado e que não tenham como mantê-los, um preço, baixo que fosse para que enviasse para a sucata e subsidiasse a juros baixos um financiamento para que esse contribuinte pudesse adquirir um veículo em bom estado.

Favorecer o munícipe e o bem estar da população de um município é a obrigação do governantes que elegemos e ficamo deles refém de toda as formas de cobrança e punição.

Pelo o que entendi, o proprietário que não tiver condições de consertar seu carro para passar na inspeção, ele não poderá vender o veículo, nem mesmo para outro município fora de São paulo, pois fica impedido de licenciar e transferir de propriedade.

O que o pobre mais uma vez vai fazer?

Observem que estas medidas só afetam mais uma vez os menos favorecidos, que mesmo sendo mais vulneráveis são os que mais precisam de seus carrinhos e os mais prejudicados. E que também pagam seus impostos.

O aspecto social fica de lado, presisamos aumentar a arrecadação, precisamos punir e deixar insolúveis os que tentam ter algum bem para o trabalho, necessidade e  ou lazer.

Enviem suas opiniões e sugestões para reduzir a poluição de São Paulo.

Façam os seu comentários, vamos tentar entender um pouco mais dos direitos dos cidadãos.

Luiz Oliveira

03/09/2010