Posts com a Tag ‘fibra ótica’

Vivo, fibra ótica

sexta-feira, 19 de julho de 2013

A Telefônica de São Paulo, atual Vivo, anuncia banda larga de qualidade e alta velocidade por fibra ótica.

Só não esquece de dizer que nas periferias ainda vai demorar para expandirem as fibras, onde o poder financeiro é menor que os das zonas onde há empresas e moradias de maior poder aquisitivo.

É compreensível, investir onde se consegue mais rapidamente vender o produto e amortecer os investimentos, mas o Brasil está há anos Luz dos outros países, com banda larga de qualidade e velozes a preços extremamente menores que aqui no Brasil.

Não falo só da Vivo, outras como a NET também, não oferece bons preços, vinculam serviços que não interessam, para que tenhamos banda larga de apenas 10 MB, vinculando TV por assinatura, telefonia, caso contrário fica inviável ter banda larga deles.

Você fica sem opção, ou tem o Combo deles ou Paga um valor bem acima do mercado por banda larga de baixa performance.

O Governo não cobra através da ANATEL, os investimentos na qualidade e custos menores.

Até quando vamos aguardar que sejamos mesmo um país tecnológico e minimamente adiantado!!!!

Brasil perde para Argentina na Internet

sábado, 8 de junho de 2013

Somente para a Argentina o Brasil perde nos preços e baixas velocidades nas conexões de banda larga.

Este parâmetro é atribuído a taxa de tributação de 40% nos valores.

Mas mesmo assim, vergonhosamente perdemos muito de longe do Japão, que tem banda larga de alta velocidade a preços incrivelmente menores.

A pesquisa em países desenvolvido e emergentes concluiu que o valor que o brasileiro paga para ter acesso à internet de 1 Mbps é em média de US$ 25,06 ao mês (levando em consideração uma renda média por hora de US$ 5). No Japão, o valor é de apenas 0,27.

Então, mesmo que tirássemos os impostos (40%), ainda assim ficaríamos muito distantes do ideal, sem contar que estamos falando de velocidades que já não atendem mais o usuário, seja ele doméstico ou empresarial.

A ausência de concorrência permite a tarifação que as prestadoras deste meio de comunicação seja o que eles determinem.

Novos concorrentes tentam competir, mas tem a carga tributária também elevada, e abusam do consumidor exigindo pacotes que nem sempre interessam ao consumidor, para baixar preços.

Digo para ter banda larga de velocidade aceitável (10 MB), precisa engolir assinatura de TV a cabo, telefone, senão vai ter que engolir preços absurdos. Sem contar que nem todos estes produtos atendem ao consumidor quanto a qualidade e satisfação

Isto é vinculação de produtos. Vai ter preço aceitável, mas tem que aderir a outros pacotes.

é como bancos- Concede um empréstimo, mas tem que comprar outro produto, tipo seguro, planos de capitalização.

Atualmente a população já é refém da Internet, e está se submetendo ao que os poderosos determinam. Nunca há negociações ou atendimento digno para quem consome este produto.