Posts com a Tag ‘controlar’

Fernando Haddad = Promessas

domingo, 4 de novembro de 2012

É Haddad, o Controlar, vamos deixar pra 2014, tem que negociar.

Vamos primeiro prometer….depois ver o que dá pra fazer.

Não é diferente de todos os outros.

Mais uma vez acho que dei meu voto acreditando.

Controlar não permite acompanhamento

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Denúncia

Este é cercadinho que o proprietário tem que ficar esperando estranhos mexer no seu carro.

A empresa Controlar, contratada pela Prefeitura do Município de São Paulo destinada a avaliar o índice de poluição nos veículos cadastrados dentro da capital, exerce um comportamento diferente em cada unidade conforme depoimentos de vítimas deste sistema imposto sem consulta popular.

Aliás para taxas e tributos, quando é que a população é consultada?

Venho aqui reclamar de uma atitude que não concordo em hipótese alguma.

A Fila com hora marcada

Quando se aguarda a sua vez, numa fila com hora marcada, um funcionário leva o seu carro até a plataforma de avaliação.

Começa aí o erro! Quem deveria conduzir o veículo deveria ser o proprietário ou o condutor do mesmo.

Após posto lá na área de inspeção você é convidado a aguardar a uma certa distância.

Daí então começa um absurdo ainda maior.

O avaliador visual pede para acelerar o veículo, parado a uma rotação muitas vezes acima do recomendado para um motor que está sem tração. Já irrita ver seu carro na mão de um estranho acelerando como se fosse um KART de brinquedo.

Lá atrás do carro fica um sujeito especialista visual, acho que um elemento treinado com olhos precisos e com algum chip instalado que avalia o índice de fumaça e a quantidade de água que sai pelo escapamento.

Após a precisa e indiscutível avaliação por este fiscal da fumaça, aprova ou não, a seu critério.

Se ele disser que está com fumaça visível, você pergunta quanto acima do tolerável e qual o critério técnico e científico aplicado, uma vez que não há instrumento de avaliação aprovado pelo INMETRO, que deve sim colocar um selo de inspeção na testa do avaliador. Não tem conversa, ele reprova e você fica sem parâmetro ou informação necessária.

Alem disso temos que ouvir opiniões destes especialistas: Seu motor está fumando, leva pro mecânico de sua confiança.

Se aprovado, vem um outro especialista em imagens pelo olhar de águia sem selo do INMETRO, parece cão farejador procurando drogas embaixo de seu carro. E você fica ali no cercadinho como se estivesse sofrendo uma intervenção policial ou aguardando ansiosamente se vai ou não ser detido para averiguação mais criteriosa.

Ufa! não encontraram nada, agora um outro sujeito com os pés calibrados e especializado em acelerar acima da rotação desejada, que fica olhando para o painel e todo o interior do carro para ver o que tem lá dentro além das coisas corriqueiras, começa o ritual do pega defeitos.

Enquanto tudo isso acontece, eles agem como se fossem peritos policiais e como se o carro fosse do pai deles, aquele que vão para as baladas se aparecer com o patrimônio alheio. E você ainda no cercadinho, vendo estranhos mexerem no seu carro.

Considero um absurdo, este procedimento deveria ser acompanhado pelo proprietário do veículo.

Não concordo e nem acho respeitoso o proprietário ficar no cercadinho enquanto estranhos mechem em sua propriedade.  Afinal, pagamos para sermos insultados e desrespeitados, e ainda ficamos sujeitos a critério dos olhos de pessoas desconhecidas e um sistema que não oferece confiança ao contribuinte, uma vez que tudo é feito sem que você possa acompanhar o procedimento de perto.

Deveríamos todos exigir que permitam nosso acompanhamento.

Luiz Sergio

Ação Pública sobre a Prefeitura de São Paulo

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Fique de Olho!!!!

Bem, a Prefeitura do Município de São Paulo, adminstrada pelo Sr. Gilberto Kassab, vai conceder mais de 400 milhões de Reais para a construção do Itaquerão, para recepcionar os jogos da copa de 2014. Assim como com juros extremamente baixos o BNDES também vai financiar outros tantos milhões.

Kassab afirma que é uma forma de desenvolver a abandonada Zona Leste, que parece mesmo que não tem representante, principalmente no seu extremo, de fato abandonada e distante da classe política paulista.

As obras vão agradar grande parte da população, entretanto, não acredito que dinheiro público deve ser aplicado em empresas privadas que não tem plano de retorno. A fundo perdido, pois não se trata de obra de benefício popular e sim populista.

A Zona Leste é uma região deficiente em Saúde, Creches, Escolas, Iluminação, Saneamento, Policiamente, Eventos Culturais e tudo mais de básico que a população precisa.

O Município e o BNDES, poderiam sim conceder benefícios para a implantação de empresas e Indústrias, de forma a reduzir as viagens que os moradores se submentem com o transporte público que de tão deficiente e mal adminstrado, insulta a inteligência de qualquer cidadão.

Se os investimentos fossem para desenvolvimento de fato, até seria louvável, pois este é o objetivo dos impostos que pagamos sem o devido retorno público, mas não deveria atender a uma parcela pequena da população tão esquecida e desrespeitada pelo poder público.

Fique de Olho, vamos fiscalizar.

Vamos observar se este dinheiro que o município afirmava que não tinha, não vai nos ser cobrado nas Taxas como IPTU, IPVA, ISS, e outras incontáveis taxas que pagamos sem mesmo sermos usuários desta arrecadação. Sem falar da Inspeção Veicular, ineficiente e que onera o custo do proprietário de Veículos do município de São Paulo.

Kassab cede a pressão do “Controlar”

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Por motivos que não foram justificados, a empresa privada Controlar, contratada pela prefeitura de São Paulo, chegou a suspender temporariamente o agendamento das inspeções enquanto não houvesse o reajuste na Taxa de Inspeção.

Sem que o Sr. Kassab, pensasse no contribuinte, que é quem sustenta a prefeitura e seus agregados, claro, sem consulta prévea à população, concedeu aumento de 9,81 %, passando de R$ 56,44, para R$ 61,98, aumentando portanto a arrecadação só com este reajuste  para R$ 22 milhões de reais sendo repassados diretamente para a empresa privada.

Seria bom ser de conhecimento público a composição da diretoria desta empresa.

Mais uma vez o Kassab tira mais um pouco do cidadão paulistano, e ainda se vangloria deste projeto que não apresenta os resultados práticos sobre a redução da poluição, uma vez que cada dia o índice de poluição aumenta na capital paulista segundo os institutos ambientais.

A poluição na cidade de São Paulo no que se refere a veículos, é agravada por ônibus e caminhões, contratados pela administração municipal.

E mais, a grande parte dos camilhões que circulam dentro de São Paulo, vem de outros estados e cidades que não tem este sistema de Inspeção veicular.

Então Sr. Kassab, sejamos razoáveis, o povo está vendo e sentindo na pele estas suas medidas, e nas urnas, verás o resultado.

Sobre a ação contra o aumento, veja a matéria a seguir.

Aumento ilegal na Taxa de Inspeção Veicular

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Justiça suspende aumento da taxa da inspeção veicular

22/02/2011

O Tribunal de Justiça concedeu liminar ao mandado de segurança da Bancada do PT que pede a suspensão do reajuste da tarifa da inspeção veicular.

Em pronunciamento Donato explica a história do contrato da Controlar.

O desembargador Artur Marques, do Tribunal de Justiça de São Paulo, determinou hoje a suspensão do reajuste da taxa paga pelos motoristas do município de São Paulo para fazer a inspeção veicular. No início de janeiro a taxa subiu de R$ 56,44 para R$ 61,98 (aumento de 9,81%).

O desembargador concedeu liminar ao mandado de segurança impetrado pela Bancada de Vereadores do PT contra o reajuste. A medida judicial foi provocada pelo fato de o prefeito Gilberto Kassab ter autorizado o aumento da taxa antes da conclusão do estudo de reequilíbrio econômico-financeiro do contrato da Prefeitura de São Paulo com a Controlar, empresa concessionária responsável pelo serviço.

Kassab descumpriu cláusula do contrato que prevê que qualquer reajuste na taxa de inspeção será precedido de estudo que justifique o aumento. Na véspera do Natal o secretário do Verde e do Meio Ambiente, Eduardo Jorge, assinou portaria mantendo em R$ 56,44 o valor da taxa até a conclusão da revisão do contrato com a Controlar. Mas Kassab – após manifestação de contrariedade da empresa, que chegou a suspender o agendamento da inspeção – ignorou a decisão do secretário e deu aval ao aumento antes da execução do estudo.

Apenas no dia 12 de fevereiro passado foi publicado no Diário Oficial Cidade de São Paulo extrato do contrato entre a secretaria e a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas para que esta proceda ao estudo de reequilíbrio econômico-financeiro do contrato da Controlar. Ou seja, o prefeito, primeiro, aumentou o custo da inspeção – onerando ainda mais o contribuinte paulistano – e só depois contratou o estudo para avaliar a necessidade ou não do aumento.

Estimando-se que 4 milhões de veículos devem passar pela inspeção, a diferença entre a arrecadação da taxa pelo valor antigo e com o reajuste significa mais de R$ 22 milhões de reais sendo repassados diretamente para a empresa privada.

“A argumentação (do mandado de segurança) é relevante e a decisão objurgada aparenta violação ao princípio da legalidade. (…) Concede-se a liminar para obstar que o reajuste do preço público seja aplicado antes da conclusão dos estudos concernentes ao reequilíbrio econômico-financeiro do contrato”, escreveu em seu despacho o desembargador Artur Marques.

Liderança do PT
Câmara Municipal de São Paulo

fonte: http://www.donatopt.com.brMais uma vez, a vergonha do Município de São Paulo, representado pelo Sr. Gilberto kassab