Posts com a Tag ‘belém’

Aniversário de MACAPÁ – 4 de Fevereiro

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Em 1758 foi fundada a cidade de Macapá, capital do Amapá, a única banhada pelo rio Amazonas.

Localizada a 14,4 m acima do nível do mar e a 345 Km de Belém, capital do estado do Pará, a cidade é cortada pela linha imaginária do Equador e seu acesso só é possível via aérea ou de barco por ser um porto fluvial.

Para saber mais sobre o município, não deixe de ler o que o IBGE preparou para homenageá-lo na época de seu aniversário.

ORIGEM

    O nome Macapá tem origem na língua tupi, sendo uma variação do termo “macapaba” que significa “lugar de muitos bacabas”.

    Antes de ser assim chamada, Macapá recebeu dois nomes. Foi batizada como Adelantado de Nueva Andaluzia em 1544 pelo então Rei da Espanha, Carlos V, recebendo mais tarde, na época de sua fundação, o nome de São José de Macapá.

    A cidade foi criada a partir de um destacamento militar criado em 1738. Vinte anos depois, no dia 4 de fevereiro, o governador do Grão-Pará, Francisco Xavier de Mendonça Furtado, fundava Macapá, habitada nos seus primórdios por casais de açorianos que lá aportaram.

    O governador chegou com a missão de demarcar fronteiras na região Amazônica, através do Tratado de Madri, assinado em 1750, aproveitando para transformar o povoado em cidade.

    Em 1943, Macapá passou a ser capital do território do Amapá, o qual só ganharia status de estado em 1988.

    MARCO ZERO

      Macapá é a única capital brasileira cortada pela linha imaginária do Equador. Para registrá-la, foi construído um monumento, chamado de Marco Zero, localizado a 5 Km do centro da cidade que contém um relógio de sol e um terraço para visitação.

      Por estar posicionado estrategicamente entre os dois hemisférios, o marco permite ao visitante trocar de hemisfério a todo momento.

      O mesmo acontece no estádio de futebol conhecido como Zerão. O campo é demarcado pela linha do equador, fazendo com que os times joguem em hemisférios diferentes.

      O Marco Zero também é considerado um excelente local para apreciar o fenômeno do Equinócio* que acontece entre os dias 21 de março e 23 de setembro. Nesta época, os dias e as noites duram exatamente doze horas em qualquer lugar do planeta.

      Equinócio: passagem do sol sobre a linha do Equador, marcando o início das diferentes estações (outono e primavera) nos dois hemisférios.

      FESTAS TRADICIONAIS

      MarabaixoEm homenagem ao Divino Espírito Santo, a festa de Marabaixo foi criada pelos escravos negros que participaram da construção da Fortaleza de São José, importante monumento militar do período colonial.

      Todo ano, seus descendentes, que vivem na chamada Vila de Curiaú, se reúnem para os festejos que começam na quaresma e duram vários meses.

      Para dançar, os participantes formam um círculo ao som dos tambores. O ponto alto da festa é o Encontro dos Tambores, quando os grupos exibem mastros decorados com flores e uma bandeira do Espírito Santo.

      - Festa de São Tiago

      Importada por famílias portuguesas que chegaram a Macapá no século 18, a festa homenageia São Tiago que, segundo consta, foi um soldado que lutou contra o domínio dos mouros.

      A festa acontece entre os dias 16 e 27 de julho em Masagão, a 35 Km de Macapá. Os moradores revivem vários episódios da guerra entre cristãos e muçulmanos até culminar com uma missa e com a ladainha de São Tiago agradecendo a vitória dos cristãos.

      - Boi BumbáUma das festas mais tradicionais da região, o Boi-bumbá leva pessoas de todas as idades a se fantasiarem para contar a história do boi que ressuscita após os feitiços de um pajé.

      Reza a lenda que uma mulher grávida tem o desejo de comer a carne do boi mais apreciado pelo patrão. Para atendê-lo, o marido mata o boi mas o patrão descobre e ordena que o animal seja devolvido vivo. O marido invoca os poderes do pajé que consegue ressuscitar o boi.

      http://www.ibge.gov.br

15 de Abril Lançamento da Ação Global em Belém

quarta-feira, 14 de abril de 2010
Pará
Ação Global 2010 será lançado no dia 15 de abril ém Belém

14 de abril de 2010

Fonte: Portal ORM

BELÉM – A Ação Global 2010, realizado pelo Serviço Social da Indústria (SESI) Pará, em parceria com a TV Liberal/Rede Globo, será lançado nesta quinta-feira |(15), no auditório Albano Franco, da Federação das Indústrias do Estado do Pará, em Belém.

Este ano, o evento chega a sua 17ª edição nacional e a cidade escolhida foi a de Barcarena, no nordeste do Estado.  A Associação das Empresas de Mineração e Metalurgia de Barcarena (ASSEMB)- que pela primeira vez se mobilizou para fazer parte do mutirão de cidadania.

Realizado simultaneamente nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, a principal característica do Ação Global é reunir, num único dia, milhares de voluntários com o objetivo de garantir mais cidadania à população carente, oferecendo serviços gratuitos nas áreas de educação, saúde, esporte, cultura e lazer. Neste ano, o Ação Global será realizado no dia 22 de maio, no Cabana Clube, na Vila dos Cabanos. Alem da população do município, o mutirão pretende atender moradores dos municípios vizinhos como Abaetetuba, Mojú e Igarapé-Miri.

Para 2010, a coordenação do Ação Global espera realizar 60 mil  atendimentos e beneficiar cerca de 20 mil pessoas da região. Entre os  serviços que serão ofertados estão emissão de documentos, atendimento médico – odontológico, oficinas educativas, atividades recreativas e esportivas para jovens e adolescentes. Haverá ainda shows musicais durante todo o evento.  Estarão envolvidos cerca de 2. 5o0 voluntários e cerca de 150 entidades parceiras do  Ação Global.

O lançamento oficial do Ação Global 2010 será realizado nesta quinta-feira, 15, a partir das 17h, no Auditório Albano, da Fiepa (Trav. Quintino Bocaiúva, 1588). O grande mutirão da cidadania está marcado para o dia 22 de maio, no horário das 8h00 às 17h00, no Cabana Clube, em Barcarena. (AL)

fonte:

http://portalamazonia.globo.com/pscript/noticias/noticias.php?idN=103552

Dia 18 de Maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à exploração contra crianças e adolescentes

quinta-feira, 18 de março de 2010

Há nove anos o Brasil escolheu oficialmente o 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração contra Crianças e Adolescentes. Uma data para lembrar não só a importância da proteção que nossos meninos e meninas precisam e têm o direito de receberem, mas para reforçar o convite à responsabilização de toda a sociedade na causa. Em todo o País, pontos focais dos comitês de enfrentamento e entidades mobilizam a sociedade civil e os poderes públicos para o problema da exploração sexual infanto-juvenil com programações locais.

O Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes lança, este ano, a campanha “Faça Bonito: Proteja Nossas Crianças e Adolescentes”, que tem como símbolo uma flor que lembra os desenhos da primeira infância. A programação acontece em Recife, Fortaleza, Salvador, Belém, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre, onde será feito o lançamento do filme “Cinderela, lobos e um príncipe encantado”, do cineasta Joel Zito Araújo.

Já a Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente (Anced), lança, a partir do dia 18, em 11 cidades, a publicação “A defesa de crianças e adolescentes vítimas de violências sexuais – reflexões sobre a responsabilização a partir de dez situações acompanhadas por centros de defesa dos direitos da criança e do adolescente no Brasil”. O evento acontece em Recife, Rio de Janeiro, Bento Rubião, Salvador, São Leopoldo, São Luis, São Paulo, Natal, Porto Velho, Brasília, Fortaleza e Duque de Caxias.

A publicação é fruto de reflexões produzidas por um grupo de doze Centros de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedeca) filiados à Anced. Divida em duas partes, a publicação traz na primeira o estudo de dez casos de violência sexual contra crianças e adolescentes acompanhados pelos Centros, em diversas cidades brasileiras. Na segunda parte, traz treze artigos que buscam aprofundar e debater algumas temáticas relevantes no enfrentamento à violência sexual, sobretudo nas questões ligadas à defesa de crianças e adolescentes vítimas e responsabilização dos autores da violência.

Planos de Enfrentamento

Em todo o Brasil, os planos municipais, estaduais e o nacional de enfrentamento da violência sexual infanto-juvenil tentam se adequar às novas realidades encontradas na sociedade, como a rede de exploração e divulgação de pornografia que se formou nos meios digitais e no apoio ou silêncio dos próprios responsáveis pelas crianças.

O Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Infanto-Juvenil foi lançado em 2000, pelo Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda). Nele está a diretriz de que cada ente federativo deveria criar seu próprio plano e, desde então, os governos estaduais passaram a elaborar os seus. Hoje, todos estados e Distrito Federal têm seus planos de enfrentamento e muitos deles já estão passando por reformulações, para que consigam acompanhar as mudanças sociais que, com elas, trazem também novos crimes relacionados à violência contra crianças e adolescentes.

Segundo Neide Castanha, coordenadora do Comitê Nacional, os planos podem sofrer mudanças exigidas de acordo com a dinâmica da execução da política. “Eles dão diretrizes básicas para o enfrentamento como um processo de monitoramento e fiscalização”, diz. Atualmente o plano nacional está em fase de reformulação e, segundo Neide, toda a base se dá dentro da própria rede de enfrentamento, formada pelos planos estaduais, comitês e políticas locais. “É tempo de esgotar a participação democrática no campo das ideias. O plano não pode ser de combate. Temos que pensar toda a sexualidade da criança e do adolescente na perspectiva do debate; na educação, na diversidade e na responsabilidade”, lembra.

“Resolvemos aguardar o final do III Congresso Mundial para dele tirar estratégias de execução e responsabilização. Temos muitas dificuldades, como a dimensão do orçamento, por exemplo. Não é por incompetência, mas às vezes a própria sociedade civil não sabe o que fazer com os recursos. É uma fragilidade nossa, não sabemos como calcular um atendimento a uma criança vítima de abuso, por exemplo. Não é como uma consulta médica ou odontológica. Às vezes até temos, mas não sabemos como usar. Esse é um desafio que temos e que também será discutido durante a reformulação do plano nacional”, lamenta Neide Castanha.

fonte: http://www.cabecadecuia.com/noticias/46984/dia-18-de-maio-dia-nacional-de-combate-ao-abuso-e-a-exploracao-contra-criancas-e-adolescentes.html

Enviar telemensagens em São Paulo Capital?

domingo, 18 de outubro de 2009
Enviar telemensagens em São Paulo Capital

Enviar telemensagens em São Paulo Capital

A Agência Lee Telemensagem atende todo o Brasil e, em São Paulo Capital com custo de chamada local.

Enviar telemensagem em São Paulo Capital para telefone fixo (prefíxo 11) – R$ 8,00*
Enviar telemensagem em São Paulo Capital para telefone celular (prefíxo 11) – R$ 12,00*

Em nosso website, você pode ouvir telemensagens on line!
Clique aqui para acessar!

 Confira abaixo a lista dos principais bairros de São Paulo Capital!

Água Branca
Água Rasa
Alto de Pinheiros
Alto do Lapa
Anhanguera
Aricanduva
Artur Alvim
Bairro do Limão
Bairro do Ventura
Barra Funda
Bela Vista
Belém
Belenzinho
Bom Retiro
Bororé
Bortolândia
Brás
Brasilândia
Bresser
Brooklin
Burgo Paulista
Butantã
Cachoeirinha
Cambuci
Campo Belo
Campo Grande
Campo Limpo
Campos Elíseos
Cangaíba
Canindé
Cantinho do Céu
Capão Redondo
Carrão
Casa Verde
Cerqueira Cesar
Chácara do Sol
Chácara Dona Olívia
Chácara Flora
Chácara Mafalda
Chácara Paraíso
Chácara Santo Antônio
Cidade Ademar
Cidade Castro Alves
Cidade Dutra
Cidade Jardim
Cidade Líder
Cidade Mãe do Céu
Cidade Tiradentes
Conjunto Encosta Norte
Conjunto Habit. Palmares
Conjunto Fernão Dias
Conjunto Teotônio Vilela
Consolação
Cursino
Ermelino Matarazzo
Freguesia do Ó
Glicério
Grajaú
Granja Julieta
Guaianazes
Ibirapuera
Iguatemi
Indianópolis
Interlagos
Ipiranga
Itaim Bibi
Itaquera
Jabaquara
Jaçanã
Jaguara
Jaguaré
Jaraguá
Jardim Ademar de Barros
Jardim Aimoré
Jardim Ângela
Jardim Anhangüera
Jardim Barro Branco
Jardim Belcito
Jardim Boa Vista
Jardim Bonfiglioli
Jardim Brasil
Jardim Britânia
Jardim Camargo
Jardim Campinas
Jardim Castro Alves
Jardim Caxingui
Jardim Cidália
Jardim Consórsio
Jardim das Oliveiras
Jardim dos Manacás
Jardim Eliana
Jardim Elisabeth
Jardim Ellus
Jardim França
Jardim Gaivotas
Jardim Guanabara
Jardim Guançã
Jardim Guanhembú
Jardim Guchambu
Jardim Haddad
Jardim Icaraí
Jardim Imbé
Jardim Itália
Jardim Japão
Jardim Julieta
Jardim Letícia
Jardim Lucélia
Jardim Marajoara
Jardim Marília
Jardim Morro Verde
Jardim Neila
Jardim Noronha
Jardim Paraná
Jardim Paulista
Jardim Redil
Jardim Romano
Jardim Sandra
Jardim Santa Fé
Jardim Santa Josefina
Jardim São Bernardo
Jardim São Luís
Jardim São Savério
Jardim Sarah
Jardim Satélite
Jardim Sete de Setembro
Jardim Shangri-lá
Jardim Sônia
Jardim Suzana
Jardim Três Corações
Jardim Varginha
Jardim Vera Cruz
Jardim Vista Alegre
Jardim Vista Linda
Jardins
José Bonifácio
Lajeado
Lapa
Liberdade
Limoeiro
Luz
Mandaqui
Marsilac
Mercado
Moema
Mooca
Morro do indio
Morumbi
Pacaembu
Parada Inglesa
Paraíso
Parelheiros
Pari
Parque América
Parque Cocaia
Parque do Carmo
Parque Edu Chaves
Parque Grajaú
Parque Novo Mundo
Parque Peruche
Parque Residencial Cocaia
Parque Santa Madalena
Parque São Lucas
Parque São Paulo
Parque Savoy City
Pedreira
Penha
Perdizes
Pirituba
Planalto Paulista
Ponte Rasa
Raposo Tavares
República
República
Rio Pequeno
Sacomã
Santa Cecília
Santana
Santo Amaro
São Domingos
São Mateus
São Miguel Paulista
São Rafael
Sapopemba
Saúde

taim Paulista
Tatuapé
Terceira Divisão
Tremembé
Tucuruvi
Tucuruvi
Vila Andrade
Vila Brasilina
Vila Carioca
Vila Carolina
Vila Celeste
Vila Cláudia
Vila Clotilde
Vila Curuçá
Vila das Belezas
Vila Diva
Vila Ede
Vila Elisa
Vila Formosa
Vila Gomes
Vila Graciosa
Vila Guilherme
Vila Hamburguesa
Vila Indiana
Vila Industrial
Vila Invernada
Vila Itaim
Vila Jacuí
Vila Jaraguá
Vila Leme
Vila Libanesa
Vila Lisboa
Vila Liviero
Vila Lúcia Elvira
Vila Mara
Vila Maria
Vila Matilde
Vila Medeiros
Vila Monumento
Vila Munhoz
Vila Narciso
Vila Natal
Vila Nhocuné
Vila Nova Curuçá
Vila Oratório
Vila Paulina
Vila Penteado
Vila Progresso
Vila Ré
Vila Regente Feijó
Vila Rio Branco
Vila Romana
Vila Rubi
Vila Salete
Vila Santa Clara
Vila Santo Estêvão
Vila São José
Vila Sofia
Vila Taquari
Vila Uberabinha

 * Valores válidos por prazo indeterminado e podem ser alterados sem aviso prévio. Para maiores informações, entre em contato com nossa Agência.

Equipe Lee Telemensagem