Posts com a Tag ‘água’

Cuidados com o Calor e o Sol

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Enfrente as altas temperaturas com muita água, refeições ligeiras e frequente lugares frescos.

Muita água
Quando transpiramos, perdemos muitos líquidos. Para não sofrer de desidratação, beba mais água, mesmo sem sede. Esta é, muitas vezes, inferior às necessidades hídricas do organismo. A água é a bebida por excelência, mas pode optar por sumos naturais, ricos em sais minerais, que perdemos com a transpiração. Para repor os níveis de sais minerais, pode acrescentar à água um pouco de sal ou açúcar ou recorrer às chamadas bebidas para desportistas, se não for diabético ou hipertenso.

Refeições ligeiras
Opte por refeições ligeiras e repartidas, ricas em fruta e legumes crus. As refeições muito pesadas demoram mais a digerir e exigem uma maior quantidade de sucos gástricos, subtraindo água ao organismo.

Locais frescos
Nas horas mais quentes do dia, mantenha a casa na penumbra. Feche estores ou reposteiros e use ventoinhas com a cabeça rotativa, para maior circulação de ar. Se tiver ar condicionado em casa, regule-o numa temperatura confortável, não demasiado fresca, para evitar grandes diferenças de temperatura. Refresque-se com água fria, molhando os pulsos, as têmporas e a nuca. Evite fazer cozinhados que precisem de estar muito tempo ao lume, no forno ou fogão. Se a sua casa for muito quente, procure refugiar-se em locais com ar condicionado nas horas mais quentes, como museus, centros comerciais e cinemas. Evite esforços físicos.

Evite a exposição solar
Nas horas de maior calor, não se exponha ao Sol. Se não puder evitar, use chapéu, óculos de sol e protector solar. Opte por roupas leves e largas.

Golpe de calor
A exposição excessiva ao Sol pode provocar uma subida repentina da temperatura corporal, ou golpe de calor, situação por vezes perigosa. Sinais de alarme: pele vermelha, quente e seca, pulso rápido e forte, dor de cabeça, tonturas, náuseas, confusão e perda de consciência.

Esgotamento devido ao calor
A perda excessiva de líquidos e de sais minerais pode levar à desidratação, especialmente grave nos idosos e nos hipertensos. Sinais de alarme: transpiração excessiva, palidez, cãibras, cansaço e fraqueza, dor de cabeça, náuseas e vómitos, pulso rápido, respiração rápida e superficial, desmaio.

Medidas de emergência
Perante os sinais de alarme, e se a situação não for grave, algumas medidas simples são suficientes para o restabelecimento. Procure um local fresco, descanse e tente baixar a temperatura corporal: beba água e aplique panos molhados localmente.

Ligue para o 112, perante situações mais graves ou se a vítima for vulnerável aos efeitos do calor (idosos, crianças pequenas, pessoas acamadas, com insuficiência cardíaca ou respiratória, diabetes, hipertensão ou com outras doenças crónicas). Enquanto espera pela ajuda médica, tente arrefecer o corpo. Se a pessoa tiver cãibras, dê-lhe sumos naturais ou bebidas com minerais (bebidas para desportistas). Caso a vítima tenha contracções corporais involuntárias, não se deve dar líquidos. Coloque algo na boca que a impeça de se morder.

http://www.deco.proteste.pt

14 de agosto – Dia do Combate à Poluição

domingo, 1 de agosto de 2010

14 de Agosto – Dia do Combate à Poluição

Nestes tempos de constante preocupação com o aquecimento global e suas conseqüências, o combate à poluição torna-se uma missão a ser cumprida diariamente. Com freqüência a população em geral culpa as autoridades e as indústrias pela poluição do meio-ambiente, transferindo-lhes a responsabilidade pelos danos causados à natureza. Entretanto, na guerra para salvar o planeta, a população é o principal soldado.

Atitudes simples do cotidiano podem contribuir de forma significativa para minimizar a poluição. Faça sua parte:

  • Separe o lixo reciclável
  • Não coloque pilhas e baterias na coleta seletiva. Há postos específicos para isto.
  • Evite fazer frituras e sempre jogue o óleo de cozinha utilizado nos postos de coleta apropriados.
  • Use papel reciclado
  • Economize água e luz
  • Troque as sacolas plásticas de supermercado por sacolas reutilizáveis.
  • Sempre que possível, deixe o automóvel na garagem. Dê preferência aos transportes coletivos e às caminhadas.
  • Use e incentive o uso da bicicleta como meio de transporte, e reivindique junto às autoridades locais a construção de ciclovias
  • Plante árvores nativas

fonte:  http://lproweb.procempa.com.br

Cuidado com as Dietas Milagrosas

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Vamos ser honestos: todo o mundo sabe o que fazer para emagrecer. Ou, no mínimo, para não engordar. O problema não é a dieta. Problemáticos são os dias, que são muitos, e que não param de se enfileirar a partir da segunda-feira que elegemos como ponto de partida para a boa forma.

O Verão e ano novo sempre trazem novas dietas milagrosas que prometem emagrecer rapidamente: dieta da maçã, da água, do pão, da banana, do suco emagrecedor de limão, etc. As dietas milagrosas estão em livros e revistas e são um grande atrativo para conseguir um corpo magro. Porém, as dietas milagrosas geralmente dão resultados apenas a curto prazo, ao diminuir a ingestão de calorias limitando grupos inteiros de alimentos. Desta forma, as dietas milagrosas desequilibram a ingestão de nutrientes que devem vir de uma variedade saudável de alimentos. É claro que os métodos radicais das dietas milagrosas podem ocasionar emagrecimento a curto prazo, porém emagrecer muito rápido, a menos que sob orientação profissional, não é considerado saudável.

É justamente para que consigamos encarar o dia-a-dia de pratos minguados sem sofrimento que os profissionais da parcimônia à mesa se esforçam, cada vez mais, nos estudos. E, sobretudo, na linguagem.

”Comece o dia com frutas frescas, uma fatia de queijo branco e chá ou café com adoçante.” A frase é linda. Mas bem poderia ser assim traduzida: o dia vai começar, quer você queira ou não. Já que está gordo, é favor não se entupir de pão e biscoito. Dê-se por satisfeito com uma frutinha e um naco de queijo. Se tiver fome, ainda assim, beba café ou chá. E sem açúcar!
Uma pessoa pode emagrecer passando por uma dieta restritiva como por exemplo ingerir somente 3 líquidos (água, suco de limão emagrecedor e chá verde), comer apenas 3 fatias de pão por dia, passar o dia ingerindo não muito mais do que banana e maçã, etc. Porém é inviável continuar com esse tipo de dieta milagrosa restritiva por muito tempo. Ao largar a dieta milagrosa, a maioria das pessoas recupera o peso que perdeu, o chamado “efeito sanfona”.

Para os nutricionistas, uma dieta saudável deve ser equilibrada e ter as seguintes características:
* Enfatizar frutas, vegetais, grãos integrais, e laticínios com pouca gordura.
* Incluir carne magra, ave, peixe, feijão, ovos e nozes.
* Ter pouca: gordura saturada, gordura trans, colesterol, sal e açúcares adicionados.

Lanche. ”Prefira uma fruta ou gelatina diet.” Tradução: não tem muita escolha; é frutinha ou gelatina. E sem açúcar!

Almoço. ”Faça uma gostosa seleta de legumes para acompanhar um filé de peixe grelhado. Antes, um farto prato de salada verde o ajudará a se sentir saciado.” Tradução: nem pense naquela picanha emoldurada lindamente numa capa de gordura, que você não está podendo. É peixe, folha, e olhe lá!

Jantar. ”Repita o padrão do almoço utilizando as substituições conforme o quadro abaixo.” Lá vai o sujeito, torcendo pelas tais substituições. Em vão. Sai peixe, entra frango. Sai cenoura, entra vagem. Sai salada, entra… mais salada. Tudo nesse nível.

E assim se sucedem as sutilezas literárias da sua pobre dieta literal. Até que você, já meio embriagado de fome, lê no cardápio de domingo a palavrinha mágica: ‘’sobremesa”. E quase nem acredita.

Engana-se, contudo, se achar que vai poder cair de boca no brigadeiro. Tolinho. A sua ”opção de sobremesa” (é como eles chamam a falta de opção) será, mais uma vez, a bendita frutinha. Eis uma das piores manias dos profissionais da silhueta: achar que a maçã, por exemplo, merece fazer parte do distinto time de guloseimas chamadas de sobremesa. Não merece; e vou adiante, até por uma questão histórica.

Maçã é maçã. Sobremesa é sobremesa. Sobremesa é qualquer comida doce, feita num momento bem-intencionado e ofertada num gesto meigo, cortês. Uma doce lembrança de viagem. Um bombom romântico. Ah, um suspiro! Ainda que seja uma bomba calórica, portanto, a sobremesa estará liberada por ter bons antecedentes.

Infelizmente, não se pode dizer o mesmo da maçã. Maçã é aquilo que Adão e Eva comeram – e deu no que deu. Não bastasse, foi a maçã que caiu na cabeça do sujeito que, então, decretou a tal lei da gravidade.

Se você é mulher e tem mais de 20 e poucos anos, sabe bem o que significa isso para a humanidade. A cada puxada de ferro na academia, você lembra que a maçã poderia muito bem ter ficado quietinha no seu galho. A cada onça de cinqüenta que você deixa com aquela amiga sacoleira dos cremes milagrosos, você lembra. A cada decote proibido. A cada luz apagada na hora H.

Sem exagero, se poderia dizer que 90% da indústria cosmética se sustenta porque as maçãs, em geral, não se sustentam. E os outros 10% são para dar uma corzinha às maçãs do rosto – claro, mulher nenhuma consegue ser rosada comendo só alface. Tudo culpa das maçãs, enfim.

Portanto, vamos aceitar os eufemismos e até as metáforas desse pessoal das baixas calorias; afinal, faz parte da profissão deles. Mas não vamos, em hipótese alguma, aceitar que a maçã seja promovida a sobremesa. Já chega esse bando de pudins dietéticos, outra contradição culinária que invadiu as prateleiras, fazendo-se passar por doce e pondo nossos antigos valores em dúvida.

Ora, se nem mais a sobremesa engorda, vamos acreditar em quê?

A invés de procurar dietas milagrosas, o aconselhável é buscar uma forma de controle de peso que possa manter pela vida toda incorporando ao estilo de vida. É importante também evitar ficar muito tempo sem comer. Ao invés de passar fome, os nutricionistas aconselham que se coma várias vezes ao dia pequenas porções de alimentos. Para emagrecer é preciso ingerir menos energia na forma de calorias dos alimentos do que a energia gasta através da atividade física e metabolismo do corpo.

Algumas dietas milagrosas atualmente em moda: dieta da água, dieta da banana, dieta da maçã, dieta do pão, dieta do suco de limão emagrecedor.

fonte:

http://opiniaoweb.com/boaforma/tome-cuidado-com-as-dietas-milagrosas/

Dow Live Earth Run For Water – corrida chama a atenção para a escassez de água

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

6 km. Esta é, em média,a distância que mulheres e crianças são obrigadas a percorrer diariamente para obter água em localidades com escassez desse recurso – e, na maioria dos casos, a água nem mesmo é potável.

Para chamar a atenção para o problema, será realizada no dia 18 de abril a corrida Dow Live Earth Run For Water. As inscrições para o evento, que acontece no mesmo dia no Rio de Janeiro e em São Paulo, já estão abertas.

No Rio de Janeiro, sede do principal evento da Dow Live Earth Run For Water no Brasil, será realizada uma corrida/caminhada de 6 Km com início e fim na Praça da Apoteose a partir de 9 da manhã. Em São Paulo, a corrida/caminhada de 6 Km será realizada dentro do Jóquei Clube, um hora mais cedo, às 8 da manhã.

A escassez de água é um problema que afeta países, comunidades e famílias em todo o mundo. Uma em cada oito pessoas não tem acesso à água potável. Oitenta e oito por cento dos casos de diarreia em todo o mundo estão relacionados com a escassez e a falta de água potável. Estes casos resultam em 1,5 milhão de mortes por ano, principalmente entre crianças menores de cinco anos.

Além da corrida/caminhada, os eventos do Rio de Janeiro e de São Paulo contarão com Water Villages – instalações educativas com informações sobre o consumo consciente de água e preservação desse recurso tão importante.

As inscrições para os dois eventos, no Rio e em São Paulo, devem ser feitas pelo site www.run4water.com.br. Os valores das inscrições são os mesmos para as duas cidades e variam de acordo com a data de inscrição: R$ 65,00 (até 14/03); R$ 75,00 (até 28/03) e R$ 85,00 (até 12/04).

Para obter mais informações sobre as ações de sustentabilidade da Dow no Brasil, acesse http://www.sustentabilidadedowbrasil.com.br/.

Fonte: http://portaldovoluntario.org.br/blogs/54354/posts/6489

Equipe Lee Telemensagem