Posts com a Tag ‘aeronáutica’

Cresce a preocupação do governo após Dilma confirmar participação em missa campal ao lado do papa

sábado, 20 de julho de 2013

Cresce a preocupação do governo após Dilma confirmar participação em missa campal ao lado do papa

Amarelo pavor – Além da crise política que chacoalha o País, o Palácio do Planalto agora também abriga a enorme preocupação dos integrantes do governo com a possibilidade crescente de manifestações durante a estada do papa Francisco no Brasil.

Por determinação da presidenteDilma Rousseff, as três Armas – Exército, Aeronáutica e Marinha – estão de sobreaviso para a necessidade de deslocamento de tropas para estados onde ocorrerem protestos e houver solicitação de ajuda por parte dos governadores. A segurança pública nos estados da federação é de competência dos governos locais, não cabendo ao Executivo federal qualquer tipo de ingerência, exceto quando é decretada intervenção.

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho, recusou a ajuda oferecida pelo Palácio do Planalto e terá de enfrentar aos protestos que devem acontecer durante a Jornada Mundial da Juventude.

A preocupação dos palacianos cresceu depois que Dilma Rousseff confirmou presença na missão campal que será celebrada pelo papa Francisco, em Guaratiba, região pobre e desassistida do Rio de Janeiro, no dia 28 de julho. O evento marcará o encerramento da Jornada e deve receber aproximadamente 1,5 milhão de pessoas. Com esse cenário nada favorável aos políticos brasileiros, os 22 mil policiais e militares destacados para garantir a segurança do papa terão trabalho de sobra.

Já prevendo o pior, o Vaticano acionou alguns religiosos para dar declarações sobre as possíveis manifestações. De maneira uníssona, os prepostos da Santa Sé reiteraram que os protestos não serão contra a Igreja Católica. Só faltou dizerem que o problema é do desgoverno que estreou com o messiânico Luiz Inácio da Silva, que continua acreditando ser uma cópia mal acabada de Jesus Cristo.

No caso de as manifestações que surgem no horizonte de fato ocorrerem no Rio de Janeiro, a presidente Dilma experimentará a disparada de uma crise que parece não ter fim. E o governo que se prepare para o próximo encontro do Foro de São Paulo, que acontecerá na capital paulista na sequência da Jornada, pois o barulho não será pequeno.

fonte: http://ucho.info

Dia do Controlador de Vôo – 20 de outubro

sábado, 17 de outubro de 2009

 Agência Lee Telemensagem homenageia os profissionais cuja responsabilidade é a vida!

Parabéns a todos os controladores de Vôo!

O Controlador de Vôo

Controlador de tráfego aéreo (também conhecido internacionalmente pelo acrônimo ATCO, do inglês Air Traffic Controller) é a pessoa encarregada de separar o tráfego de aeronaves no espaço aéreo e nos aeroportos de modo seguro, ordenado e rápido. Os controladores de tráfego aéreo trabalham emitindo autorizações aos pilotos, ou seja, dando instruções e informações necessárias dentro do espaço aéreo de sua jurisdição com o objetivo de prevenir colisões entre aeronaves e entre aeronaves e obstáculos nas imediações dos aeroportos. O controlador de tráfego aéreo é o elo do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) que faz a interface mais próxima a um acidente aeronáutico. Por isso seu trabalho é muito específico.

Formação
No Brasil, os controladores de tráfego aéreo são formados em dois locais: os controladores civis são formados na cidade de São José dos Campos, no ICEA – Instituto de Controle do Espaço Aéreo e os militares são formados na cidade de Guaratinguetá na EEAR – Escola de Especialistas da Aeronáutica. Ambas as instituições são da área de ensino da Força Aérea Brasileira.

Área de atuação
Diferentemente de outros profissionais, o controlador de tráfego aéreo não pode ser facilmente alocado de uma áerea de trabalho para outra. Para isso são necessários meses de treinamento e adaptação a fim de obter o nível adequado de operacionalidade na nova localidade. A atividade é tão complexa que é dividida em cinco áreas:

Controladores de Tráfego Aéreo – interior de uma TWR.Antigamente havia a denominação “controlador de vôo” a partir de cursos que levavam esse nome e que também existiam em outros países, mas com o tempo e com a crescente especialização dessa atividade, a denominação internacional “controlador de tráfego aéreo” é a tendência a ser utilizada.

  • Centro de Controle de Área;
  • Controle de Aproximação;
  • Torre de Controle;
  • Busca e Salvamento;
  • Defesa Aérea.

Mesmo após formado, o controlador que for alocado de uma aérea para outra ou de uma localidade para outra dentro da mesma área de atuação precisa passar por meses de estágio operacional a fim de tornar-se capaz de realizar o serviço.

fonte: http://www.ilhado.com.br/index.php?id_editoria=24&id=1936

Equipe Lee Telemensagem