Arquivo da Categoria ‘sustentabilidade’

Taxa de juros em alta

domingo, 21 de junho de 2015

Em 2015 o Brasil retorna ao famigerado compulsivo modo anti inflação com a elevação dos juros.

Aumentando a dívida que o governo tem com os seus fornecedores e credores.

Sacrificando a economia já cambaleando.

Sacrifício para o cidadão, para o contribuinte que só tem elevação de juros e impostos.

Esse é o grande motivo de não crescimento do país.

Entra governo, sai governo e a manipulação das taxas de juros é a única receita que os economistas brasileiros conhecem.

O governo gasta mais do que tem. Não tem projeto de enxugar o custo absurdo que norteia qualquer departamento público.

Sabe de uma coisa.

Não dá pra acreditar. Acho que aqui só mesmo uma intervenção.

Lamento dizer isto, mas talvez nem dez gerações conseguirão por este país na mira do rumo certo.

Confiança de investidores no Brasil para 2015

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

E agora?!!!

Antes mesmo das eleições para Presidente e Governadores, já havia alertado que a luz no fim do túnel estava sumindo e então…..

Nem acabou a eleição, nem teve início ao novo governo, como previsto as dificuldades já se apresentaram com mais destaque.

A oposição não perdeu a eleição, ganhou força pois as previsões para os próximos anos não é nada animadora.

A menos que haja muita coragem e competência, as tendências de um piora no quadro econômico pode ser revertida.

Falta de confiança do empresariado, alta de custos, alta de juros, aumento dos gastos no governo federal e aumento exponencial da dívida pública, remete ao brasileiro uma sombra escura que já se aproximou e pode aumentar.

Tomara eu esteja totalmente equivocado, tomara os investidores, empresários e trabalhadores, cientistas políticos e avaliações internacionais para o Brasil encolhendo seu PIB tímido, estejamos muito enganados, pois é este panorama que temos vivido em 2013, 2014 e que ainda de maneira otimista vemos um futuro bem complexo para este governo que não fez a lição de casa, então não aprendeu e hoje está com pouca moral e menor apoio político para impor as medidas necessárias para reverter a curto prazo este temeroso quadro atual econômico e político em nosso Brasil.

Portanto brasileiros, não se trata da reeleição da atual presidente e sim dos sistemáticos erros e de certa forma eleitoreira o assistencialismo pode estar comprometido, forte apelo eleitoral aterrorizando os beneficiários do projetos de erradicação da pobreza no Brasil que levaram a reeleição de um governo Sem Plano de Governo.

Como sempre vamos pagar novamente pelos erros que cometemos nos últimos anos de eleição.

Pagar sim ainda mais que já somos intimados, os custos de uma crescente onda de baixo crescimento.

Aumento na Energia Elétrica

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Pois é.

Preparem-se, o reajuste da Energia Elétrica em São Paulo, será muito grande em 2016.

Bom já ir planejando o racionamento da ordem de 40% para não sentir o impacto de uma só vez.

Aumentos de produtos e serviços se combate com queda da demanda.

A Eletropaulo está com suas tarifas defasadas e as matrizes energéticas insuficientes por falta de investimentos.

APOIAMOS RACHEL SHEHERAZADE

sexta-feira, 19 de julho de 2013

“Amigos, a situação política do Brasil está grave, diante da iminência de ruptura do estado de direito, perpetrado pelos “petralhas”, inconformados pela condenação do “subchefe da quadrilha” José Dirceu (o chefe é o Lula).
A manifestação do PT em São Paulo, contra a condenação dos seus membros em razão do julgamento do mensalão, é perfeitamente admissível numa democracia.

Todavia, as manifestações dos “porta-vozes”, Tóffoli e Lewandovsky, pedindo a “transformação” da pena de prisão em multa, é um ESCÁRNIO, INADMISSÍVEL DE SER PROPOSTA POR UM JUIZ, AINDA MAIS SE ESSE JUIZ FAZ PARTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL.

Como estou dirigindo este e-mail para diversos amigos, a grande maioria com formação diversa da área jurídica, peço licença para um pequeno esclarecimento, do porquê do perigo das manifestações dessas duas figuras nefastas que, infelizmente, têm assento no Supremo.

No Direito penal, o princípio da legalidade se desdobra em outros dois:
O princípio da anterioridade da lei penal e o princípio da reserva legal.

Por anterioridade da lei penal, entende-se que não se pode impor uma pena a um fato praticado antes da edição desta lei, exceto se for em benefício do réu.

Já a reserva legal, estabelece não existir delito fora da definição da norma escrita.

O princípio nullum crimen, nulla poena sine lege é cláusula pétrea da Constituição.

Como nós sabemos, o Código Penal é TÍPICO.

Na aplicação da Lei Penal, o Juiz não pode se valer, por exemplo, da ANALOGIA.

Os elementos constitutivos de um crime devem ser preenchidos na sua TOTALIDADE.

Portanto, o Juiz deve se ater ao que está escrito na Lei Penal.

Assim, o que pode gerar tais manifestações?

É simples: incentivado por esses dois IMBECIS, a bancada dos Petralhas pode apresentar projeto de Lei, por exemplo, mudando a penalidade dos crimes de corrupção ativa e passiva (crimes contra a Administração Pública) de prisão para pena de multa.

O que acontecerá, se for feita esta alteração nas penas?
Dentro dos princípios Constitucionais e do Código Penal,
a LEI POSTERIOR NÃO SE APLICA AOS CASOS JULGADOS ANTERIORMENTE, SE NÃO EM BENEFÍCIO DOS RÉUS.

Por exemplo: uma pessoa é condenada a um ano de prisão por furtar uma bicicleta.

Lei posterior, revoga essa penalidade, dizendo não ser crime o furto de bicicleta.

O Réu, INSTANTÂNEAMENTE, terá de ser posto em liberdade.

Voltando ao mensalão, caso mude a penalidade de prisão para multa nos crimes praticados pelo Zé Dirceu, ele, simplesmente, com os milhões amealhados pela quadrilha, sairá da prisão, caso seja preso, RINDO DE TODO O POVO BRASILEIRO, EXCETO OS SEUS COMPARSAS.

Portanto, a gravidade do assunto é visível:
será a desmoralização do Supremo, não de seus membros, e sim da instituição, que representa um dos PODERES DA REPÚBLICA, talvez o mais importante.

Assim, peço a você, caso concorde com os termos dessa minha manifestação, divulgue este e-mail para o maior número de pessoas, a fim de que a Nação fique atenta, e impeça um golpe malandro na tênue democracia brasileira.”

Aqui, tudo é possível. Impossível é um contribuinte trabalhador acumular tamanha fortuna como as dos políticos brasileiros, Aviões, mansões, contas bancárias no exterior, veículos de altíssimo custo. Acho que os políticos brasileiros é quem começaram com o Funk Ostentação, embora os meninos trabalhem e os políticos ficam maquinando como em 4 anos enriquecer a família e seus sócios de campanhas eleitorais.

fonte: https://www.facebook.com/groups/apoiamosrachelsheherazade/permalink/402927496473864/

Desapropriação em terreno no Jardim Iguatemi – Zona Leste

terça-feira, 26 de março de 2013

O Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo informou, no começo da tarde desta terça-feira (26), que foi suspensa a decisão do juiz de primeira instância que determinava a reintegração de posse de terreno no Jardim Iguatemi, na Zona Leste de São Paulo. A estimativa é que a área tenha 120 mil metros quadrados, 800 moradias e cerca de 1,7 mil habitantes.

O TJ diz que a decisão foi suspensa pelo juiz Jurandir de Abreu Júnior, da 4ª Vara Cível do Fórum Regional de Itaquera. O magistrado foi o mesmo que concedeu a liminar para a reintegração parcialmente cumprida nesta manhã.

Por meio de comunicado à imprensa, o juiz apresentou as justificativas para a suspensão da reintegração. Segundo ele, a suspensão ocorreu devido à intervenção do prefeito Fernando Haddad junto ao governador Geraldo Alckmin. Haddad irá desapropriar a área invadida.

Diz a íntegra da decisão:
Há poucos instantes, recebi comunicado do Juiz assessor da Presidência do Tribunal de Justiça, Dr. Guilherme de Macedo Soares, no sentido de que a Secretária da Justiça e da Defesa da Cidadania, Eloísa de Sousa Arruda, por ordem do Governador do Estado, pediu para que fosse paralisada a reintegração de posse, porque, em contato com o Prefeito do município de São Paulo, Dr. Fernando Haddad, este último disse que assinaria, na tarde de hoje, decreto de desapropriação da área, aspecto que esvaziaria o conteúdo desta ação, pela perda de legitimidade ativa dos autores. Segundo a assessoria da Presidência, o Prefeito da Capital visitaria, ainda hoje, a Presidência do Tribunal de Justiça para melhor relatar os fatos.

Diante dos aspectos acima mencionados, suspendo a ordem de reintegração de posse.

Dê-se ciência ao Comando da operação da Polícia Militar, bem como ao Oficial de Justiça encarregado da ordem de reintegração de posse. Se necessário, em razão da urgência, cópia deste despacho poderá ser encaminhada à Polícia Militar.

Intime-se.

Confronto
A reintegração de posse foi acompanhada pela Tropa de Choque e outras forças de segurança. Houve confronto e ao menos duas pessoas ficaram feridas.

Logo após a ação policial e o começo da retirada dos moradores, o prefeito Fernando Haddad (PT) disse que tinha solicitado a suspensão da reintegração para o cadastramento das famílias, mas que o pedido foi negado pela Justiça. Ele afirmou que prepara um Decreto de Utilidade Pública (DUP) para fazer a desapropriação.

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2013/03/justica-suspende-reintegracao-de-posse-em-area-na-zona-leste-de-sp.html