Arquivo de 6 de março de 2013

Imóveis mais Baratos

quarta-feira, 6 de março de 2013

O sonho da Casa própria, está mais perto da população.

Não é verdade absoluta!

Não há grande oferta de imóveis para as famílias de baixa renda.

Poucos são, e caros são.

O incentivo da “Minha Casa, Minha Vida”, é algo que favorece o consumidor.

Não reflete a realidade.

Os imóveis estão super valorizados, fora da realidade do Brasil e da renda do Cidadão.

O incentivo é incorporado ao preço do imóvel.

O consumidor está iludido com a baixa de juros para imóveis, mas na verdade ele está pagando muito acima do que deveria pagar.

Estão embutindo seus descontos e abatimentos nos preços de venda.

Se puder aguardar mais um tempinho, acredito que esta bolha vai diminuir.

É só nos consumidores que pagamos impostos e sustentamos o sistema financeiro e empresarial, podemos boicotar e deixar estes imóveis parados, até que o empresariado resolva voltar os valores para os patamares reais.

Você compra hoje um imóvel inflacionado a 400 mil reais, e daqui a poucos anos este imóvel vai valer 30 mil reais, ou até mesmo 400 mil, pela valorização, valor este que não consegue mais vender.

Liquidação. Produtos com até 70% de desconto

quarta-feira, 6 de março de 2013

É como se o consumidor fosse realmente um elemento sem raciocínio.

Você vê em anúncios na TV, rádio em lojas – DESCONTO DE ATÉ 70%.

Eu não vejo nos anúncios estes produtos.

Você vai nas lojas e não encontram nada com preços com tamanho desconto.

Agora eu pergunto: Se anunciam descontos e o preço de um determinado é o mesmo ou muito próximo da concorrência, onde está o desconto.

Grande parte aumenta 30% ou mais os valores, de dão desconto de 20%, para tentar iludir o consumidor.

Consumidor amigo, pare com esta ansiedade em comprar algo que possa adiar e compre a vista, podendo conquistar descontos e de fato comprar com preço justo e favorável a você.

Pesquisas e mais pesquisas demonstram que os preços estão acima do razoável em bens duráveis.

Assim como nos veículos, a redução ou isenção do IPI, favorecem muito aos lojistas e fabricantes, que assim como o consumidor paga menos, e os descontos somem, então estão aumentando suas margens e não mais geram descontos.

Não se iluda com estes anúncios.

Pesquisem muitos.

Não compre por impulso.

Se puder adiar a compra, adie, pois sempre tem preço menor ou uma boa negociação.

Boas compras!

Não sejamos reféns das Falsas Liquidações.

Isenção e Redução do IPI para Automóveis

quarta-feira, 6 de março de 2013

A isenção temporária e a redução do IPI sobre automóveis, tem o objetivo de reduzir o custo e favorecer o consumo, aquecendo ou mantendo o mercado de venda de carros para o consumidor.

Entretanto, quem mais ganha com esta redução é o mercado revendedor.

Com o IPI embutido nos preços, o consumidor tinha descontos, juros negociados, acessórios como incentivo de vendas.

Sem o IPI, o revendedor foi o mais beneficiado, pois o consumidor certo de estar pagando menos pela ausência do imposto, saiu para comprar sem barganhar nada, satisfeito com a redução e iludido mais uma vez, pensando que estava levando uma grande vantagem, que de fato foi, mas acabaram aí os descontos e acessórios de incentivo.

Aqui, sempre alguém tem que levar mais vantagem que o outro. Principalmente os revendedores que é a parte mais forte.

Consumidor amigo, nunca deixe de negociar, sempre tem gordura para queimar.

Você é quem paga, é quem consome, é quem deve ser beneficiado, os que produzem e o governo já tem margens bem largas para negociar.