Arquivo de janeiro de 2010

14 de Fevereiro dia do Amo e da Amizade

domingo, 31 de janeiro de 2010

14 DE FEVEREIRO

DIA DO AMOR E DA AMIZADE

MENSAGENS ENVIADAS PELOS NOSSOS VELHOS AMIGOS

AMOR, AMOR, AMOR…

O amor é como um sino,
Um badalo o estremece,
O toque, dá-lhe o som divino,
E isto o fortalece…

Amor, amor, amor,
Semeia felicidades,
Quem o experimenta;
Acolhe vivacidade…

Amor, amor, amor,
Descrito por poetas,
Quem o experimenta;
Cultiva a mente seleta…

Amor, amor, amor,
Arraigado no coração,
Quem o experimenta;
Conduz a boa expressão…

Amor, amor, amor,
Degustado em bebidas,
Quem o experimenta;
Saboreia o néctar da vida

Amor, amor, amor,
Infinito no Universo,
Quem o experimenta;
Congrega-se ao progresso…

Amor, amor, amor,
Não finda, é vivaz!
Quem o experimenta;
Preludia a santa paz…

O amor fortalecido,
Não é para se guardar,
Consagra-se distribuído,
Para o mundo se apaziguar!

Amor é amor, amor é, amor é;
Amor é a essência, essência, ele o é…
Ah! O amor…

Autor: Manuel de Almeida (Manal)

O AMOR VISTO DE FRENTE
(Enviado por: Eva Lisa)
“Você tem uma inteligência bem acima da média. Lê livros, revistas e jornais. Gosta dos filmes de Woody Allen, dos irmãos Cohen e de Robert Altman, mas sabe que uma boa comédia romântica também tem seu valor.
É bonita.
Seu cabelo nasceu para ser sacudido num comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar.
Independente, emprego estável, bom saldo no banco.
Gosta de viajar, de música, entende muito de computador e seu fettuccine ao molho de ervas é de fazer qualquer um comer ajoelhado.
Você tem bom humor, não pega no pé de ninguém e acredita que ainda não inventaram nada melhor que sexo.
Com um currículo desses, criatura, por que diabo está sem namorado?
Ah, o amor, essa raposa.
Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática:
eu maravilhosa + você encantador = dois apaixonados.
Não funciona assim.
Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não-fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo-lhes à porta.
O amor não é chegado a fazer contas, não obedece à razão.
O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar.
Costuma ser despertado mais pelas flechas do Cupido que por uma ficha limpa.
Você ama aquele cafajeste.
Ele diz que vai ligar e não liga, ele veste o primeiro trapo que encontra no armário e só escuta Egberto Gismonti e Sivuca.
Ele está sempre duro e é meio galinha.
Ele não tem a menor vocação para príncipe encantado, e, no entanto, você não consegue dispensá-lo.
Quando a mão dele toca em sua nuca, você derrete feito manteiga.
Ele toca gaita de boca, tem uma certa afeição por répteis e escreve poemas em noites de temporal.
Por que você é vidrada nessa cara?
Não pergunte a mim.
Você ama aquela mulher, às vezes tão imatura. Você gosta de rock e ela de trilha de novela, você gosta de praia e ela tem alergia a sol, você abomina o Natal e ela detesta o Ano-Novo, nem no ódio vocês combinam. Então?
Então que ela tem um jeito de passar a mão nos cabelos que o deixa imobilizado, o beijo dela é vicia mais que LSD,
É só olhar para ela que seus olhos brilham (às vezes você nem percebe),
Você adora perturbá-la e ela adora implicar com você.
Isto tem nome.
Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, se veste bem e é fã de Marisa Monte. Isso são apenas referências.
Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela alegria, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca.
Ama-se pelo tom de voz, pelo modo como os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.
Ama-se por causa de uma massagem nos ombros, nos pés, pela maneira de sorrir, pelas peculiaridades.
Amar não requer conhecimento prévio nem consulta ao SPC.
Ama-se justamente pelo que o amor tem de indefinível.
Honestos existem aos milhares, generosos há às pencas, bons motoristas e bons pais de família está assim ó.
Mas ninguém consegue ser do jeito que o amor de sua vida é”.
(Fonte: “Ame e dê Vexame”)

Amor, fonte da vida…
(Thais Nobre )

O que seria a vida sem amor?
Seria como uma gota d’água, que escorre lentamente, indiferente… tomando apenas a forma dos caminhos que percorre…
Seria uma noite escura, sem brilho de estrelas, de luar…
Aquela vida sem o delinear de um horizonte,
Apenas esboço esfumaçado, sem visão de alegrias verdadeiras …
Viver sem amor, sem amar, seria como um abraço suicida à nossa própria razão de viver…
Como lágrima sentida
Que se verteu,
Por não se ter amado,
Ou não se ter deixado, o amor acontecer
Não deixemos que o tempo escape de nossas mãos, para que nunca se tenha a sensação
De um nada acabado, por um nada amor, ter existido…
Seria a inquietude do vazio…
Ame hoje, ame agora,
Ame com toda intensidade
E viva com esse amor seu sentimento, pois tudo é único…
Não existem iguais, um só momento…
Entregue um pedaço de sua vida a quem ama,
Pois os caminhos a serem percorridos
Hão de ser mais alegres, mais floridos
Quando se tem acesa a chama,
Que clama pelo AMOR…

A COR DO AMOR
(Arneyde Marcheschi)

O amor tem cor, tem cheiro..tem sabor de fruta madura colhida na horta
Tem gosto de chocolate com creme chantilly. Tem gosto de malícia…
O amor é gostoso
Gostoso demais.
É como um botão de rosa se abrindo
É como chuva no telhado,
É namorar gostoso,
É beijar mais gostoso ainda
Ficar toda molhada, grudados
É brincar …é fazer rir…
O amor tem cor….
Tem a cor do pecado do desejo…
Do sexo, do brincar e rolar gostoso…
O amor é sempre amor,
Seja azul, branco, vermelho…
Suas matizes mudam de acordo com a hora, com o lugar..
Mas que tem cor ele tem.
Tem a cor e o sabor do quero mais!
Ame, simplesmente ame!
(Autor não mencionado – Enviado por Walkyria)
A inteligência sem amor te faz perverso.
A justiça sem amor te faz implacável.
A diplomacia sem amor te faz hipócrita.
O êxito sem amor te faz arrogante.
A riqueza sem amor te faz avaro.
A docilidade sem amor te faz servil.
A pobreza sem amor te faz orgulhoso.
A beleza sem amor te faz fútil.
A autoridade sem amor te faz tirano.
O trabalho sem amor te faz escravo.
A simplicidade sem amor te deprecia.
A oração sem amor te faz introvertido e sem propósito.
A lei sem amor te escraviza.
A política sem amor te deixa egoísta.
A fé sem amor te deixa fanático.
A cruz sem amor se converte em tortura.
A vida sem amor……….. não tem sentido!
fonte:

http://www.velhosamigos.com.br/DatasEspeciais/diaamor.html

Crianças Índigo e Cristal

domingo, 31 de janeiro de 2010

Por Isabel Leal, 2003
São crianças tão terrestres como seus pais, a única diferença é sua tarefa espiritual de impulsionar mudanças na humanidade.
Os especialistas chamam estas crianças de crianças Índigo, e atribuem-lhes grande dose de intuição, inclusive telepatia, qualidades de prever o futuro, e até reconhecer a presença de seres etéreos como as fadas e os duendes que segundo alguns, nos rodeiam. Além disso, têm a capacidade de ver os espectros da luz, ouvir todos os tipos de sons, e apresentam uma relevante hipersensibilidade táctil. Como se isso fosse pouco, alguns ainda chegam ao mundo com o dom da cura.
As crianças Índigo nascem em todas as classes sócio-económicas e caracterizam-se, basicamente, por possuir um novo estado de consciência mais evoluído que o da maioria das pessoas. Contudo, também existem certos traços físicos que distinguem estas crianças:
Podem ser magros, têm olhos grandes, geralmente canhotos ou ambidestros. Comem pouco, e inclusive, alguns são vegetarianos por não suportar a carne.
As crianças Índigo não aceitam a imposição nem a autoridade, recusam a manipulação, a falsidade e a desonestidade. Muito menos aceitam os velhos truques de disciplina baseados no medo e na culpa.
Existem palavras chaves durante o processo de ensino destes pequenos, que devem ser administradas de acordo com sua idade biológica, baseados nas Sete Leis Espirituais para os Pais. Por exemplo, até o primeiro ano de vida, os vocábulos essenciais são amor, afecto e atenção. Os bebés devem ser tocados, abraçados, sentir segurança e também é necessário brincar com eles.
Depois, entre o primeiro e o segundo ano, destaca-se os termos liberdade, respeito e estimulo. Durante esta etapa eles experimentam o desapego dos pais. Não se pode condiciona-los através do medo. Temos que evitar que a criança associe a dor, ao mal ou à fraqueza. Caso contrário, não haverá espaço para o crescimento espiritual.
Mérito, explorar e aprovar, são as palavras chaves entre os 2 e 5 anos. Época na qual o menor passa do Eu sou para o Eu Posso. Se for reprimido e não se sentir encorajado, ele será um adulto incapaz de enfrentar qualquer desafio. ~
Entre os 5 e 8 anos, a criança já assimila conceitos mais abstractos. Por isso podem ser administrados termos como: dar, repartir, aceitar, verdade e não julgar. Eles adoram dividir quando sentem amor. Mas se aprendem que para dar, é preciso perder algo, nunca saberão o verdadeiro significado da entrega. E quanto à verdade, devem aprender que vem acompanhada de um sentimento agradável e não como um precedente de um problema, caso fosse ocultada.
Depois, entre os 8 e 12 anos, agora não tão pequenos, eles aprendem como e porque funcionam as coisas. Nesta etapa as palavras chaves são: juízo, independência, discriminação e reflexão.
Entre os 12 e 15 anos, a criança já na adolescência, exige que os pais utilizem termos como a experiência, a responsabilidade e estar alerta. As que aprendem as lições de educação espiritual, têm total confiança nos seus pais. De outro modo, podem sentir-se confusos.
Os colégios e os demais centros educativos, devem estar atentos para reconhecer a presença das crianças Índigo dentro das salas de aula. Estes alunos não correspondem aos métodos de ensino tradicionais. Pelo contrario, aprendem de forma reflexiva e participante, não através de memorização. Por isso, não se deve estranhar que muitos destes pequenos sejam classificados como crianças problemas, já que se dispersam com grande facilidade durante as aulas.
http://www.isabelleal.infinito.com.pt/one/ind/x12yv10w.htm
Por Isabel Leal, 2006
Os Cristal são pacificadores natos. Os adjectivos «tranquilo», «gentil» e «sensível» definem-nos na perfeição. São igualmente fortes e convictos, diferindo dos Índigo por actuarem com gentileza, no entanto não deixam de testar os limites psíquicos e psicológicos de quem os rodeia. Dão o exemplo e exigem que os adultos façam o mesmo. Se tal não acontecer, podem manifestar-se com palavras doces mas firmes e directas. Irradiam paz, serenidade e alegria. Revelam uma intensa ligação com todos os reinos: animal, vegetal e mineral. O reino vegetal é o meio que lhes proporciona a alimentação, pois na sua grande maioria seguem uma vertente vegetariana. Têm vontade de comer tudo o que nasça da terra e seja criado ao Sol. É no meio vegetal que se regeneram energicamente e que equilibram a sua força anímica. Se moram numa grande cidade, demonstram uma grande necessidade de dar passeios frequentes no campo. Quando tal não é possível, podem adoecer e padecer de algumas doenças, nomeadamente do foro respiratório.
Como são tímidos e introvertidos, podem começar a falar mais tarde do que as outras crianças. Porém, desenvolvem mais outras áreas, como a telepatia (que é inata) ou a música. É habitual começarem a trautear música antes de darem início ao processo da fala. Estas formas de comunicação são ancestrais e mais verdadeiras quanto ao seu conteúdo, pelo que basta ficar atento para compreender a sua criança Cristal.
É habitual ouvi-los a falar com amigos imaginários com uma expressão de absoluta verdade e presença. A vibração que os caracteriza desde o seu nascimento está em harmonia com tudo o que vive e com tudo o que os rodeia, mesmo no que se refere aos reinos invisíveis à maioria dos habitantes da Terra. Podem ser pessoas, animais, ou Seres de luz e elementais. Com um sentido de auto-estima e de auto-equilíbrio bem vincados, integram, movimentam-se e desenvolvem-se segundo as leis da inteligência espiritual, do equilíbrio, da fé e da compaixão.

Fonte:

http://pt.shvoong.com/humanities/1652913-crian%C3%A7as-%C3%ADndigo-cristal/

Copa do Mundo , Olipíadas e o Pré-sal (investimentos)

domingo, 31 de janeiro de 2010

Pré-sal, Copa e Olimpíadas impulsionam Brasil   05/10/2009

Só pré-sal deve movimentar US$ 440 bilhões em desenvolvimento tecnológico e na ampliação da capacidade da indústria. Olimpíadas e Copa também exigirão investimentos

O anúncio das Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro animou o setor de indústria pesada. O presidente da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib), Paulo Godoy, avaliou que juntamente com o pré-sal e a Copa do Mundo de 2014, os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro colocam o Brasil em um novo patamar na rota de negócios internacionais.

“O Brasil tem no horizonte perspectivas extremamente positivas de investimentos em áreas como de infraestrutura, da indústria e de serviços. O desenvolvimento das reservas de óleo e gás na camada pré-sal, a organização da Copa do Mundo de 2014 e agora a dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro colocam definitivamente o País na rota dos negócios internacionais e consolidam a imagem de uma nação capaz de enfrentar os desafios e entrar no grupo das economias mais desenvolvidas”, comemorou Paulo Godoy por meio de nota.

O presidente da Abdib argumentou que somente o pré-sal deve movimentar US$ 440 bilhões no longo prazo, em desenvolvimento de tecnologia, na ampliação da capacidade instalada da indústria, na construção de estaleiros e na formação de mão de obra. “Os benefícios desses investimentos e negócios acabarão sendo distribuídos para toda a população brasileira em todos os estados”, disse.

“Já a organização da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos exigirá também um volume significativo de recursos e a capacidade de estruturar o financiamento e as garantias para esses empréstimos. Os investimentos vão resultar em novas instalações esportivas, na infraestrutura de transporte e de telecomunicações, na segurança no fornecimento de eletricidade e na eficiência, qualidade e agilidade nos serviços de segurança, saúde, hotelaria e turismo”, afirmou.

Godoy avalia que, na soma, o Brasil tem uma perspectiva concreta de atrair bilhões em investimentos e, com isso, gerar negócios, empregos e renda.

“Para se ater apenas no exemplo mais recente, um estudo encomendado pelo governo federal buscou calcular os impactos econômicos dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos no Rio de Janeiro a partir dos valores de investimentos previstos pela candidatura fluminense, de US$ 14,4 bilhões. Esses recursos podem render US$ 51,1 bilhões em movimentação econômica em diversos setores, 120 mil empregos diretos e indiretos anualmente durante a fase de preparativos e realização dos Jogos e 130 mil empregos anuais no período posterior às Olimpíadas”, estimou.

O presidente da Abdib considerou que, para organizar os dois mais importantes eventos esportivos do mundo, o Brasil tem de ter ambição e razoabilidade ao mesmo tempo, de forma que seja possível atender às necessidades dos atletas e dos turistas no tempo adequado e com a qualidade exigida e deixar bons serviços e infraestrutura à disposição da população após os eventos.

“O planejamento para construir toda a infraestrutura precisa ser acompanhado de um modelo de gestão capaz de garantir que as instalações estejam prontas no prazo adequado, com os custos previstos e com os benefícios esperados, com responsabilidade nos momentos de dimensionar os investimentos e equacionar os financiamentos”, afirmou por meio de nota.

Olimpíadas no Rio abrirá oportunidades para micro e pequenas empresas

“O Brasil será vitrine mundial”, diz entusiasmado Paulo Okamotto, como cidadão orgulhoso e presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) Nacional. Ele ressalta ainda que, com a Copa do Mundo de 2014, serão, no mínimo, três anos consecutivos de exposição do País no exterior, como sede de dois dos maiores eventos esportivos do planeta.

A frase de Okamotto resume o sentimento de satisfação que tomou conta das ruas, praças, praias, bairros, interior e rincões do Brasil, de Norte a Sul, na última sexta-feira (02/10). “Será um momento mágico, porque vamos ter a oportunidade de ter enorme visibilidade internacional e estender as receitas da Copa do Mundo 2014 para além de 2016″, enfatiza Okamotto.

“Nós teremos a chance fantástica de aprimorar e agregar muito valor à marca Brasil e aos nossos produtos, serviços, cultura, hospitalidade e destinos turísticos”, destaca. O Brasil se tornará muito mais conhecido e reconhecido por todo o mundo e isso acarretará em desenvolvimento contínuo e sustentável para o País, complementa o presidente da Instituição.

O setor de turismo será um dos maiores beneficiados, prevê Luiz Carlos Barboza, diretor-técnico do Sebrae Nacional. “A década que se inicia, com a Copa 2014 e a Olimpíada 2016, representará um salto fantástico para o turismo brasileiro, em particular para o Rio de Janeiro, com repercussões positivas em dezenas de outros setores econômicos”, diz.

Toda a imensa cadeia de negócios do País, com grande predominância de micro e pequenas empresas, será beneficiada pelos dois megaeventos no Brasil, segundo Barboza. Os setores de transportes, hospedagem, cultura, entretenimento, gastronomia, artesanato, comércio varejista e diversos segmentos de serviços serão colocados à prova e poderão demonstrar sua qualidade, eficiência e maturidade, faturando muito, como em raras oportunidades.

“O impacto sobre a economia brasileira, e de modo especial a do Rio de Janeiro, será muito positivo, justificando-se amplamente os elevados investimentos que serão necessários”, acrescenta o diretor.

Para o superintendente do Sebrae no Rio de Janeiro, Sérgio Malta, “a vitória da cidade maravilhosa na votação da cidade sede dos Jogos Olímpicos 2016 reflete a confiança no amadurecimento e no crescimento da economia brasileira, a admiração pela nossa diversidade e a aposta num futuro com mais qualidade de vida e dignidade”.

Os investimentos que serão feitos em infra-estrutura, transportes e capacitação trarão oportunidades de emprego e de negócios para as micro e pequenas empresas, deixando um legado valioso para as futuras gerações, segundo Malta.

(Fonte: Agência Brasil – 02/10/2009)

Dia de Nossa Senhora dos Navegantes e Iemanjá

sábado, 30 de janeiro de 2010

A devoção à Nossa Senhora dos Navegantes teve início na Idade Média. Ao utilizar o Mar Mediterrâneo para chegar à Palestina, os cruzados invocavam a proteção de Maria, a Estrela do Mar.

A tradição teria chegado ao Brasil já na época do Descobrimento, através dos navegadores portugueses e espanhóis. O culto à Nossa Senhora disseminou-se entre os nativos, originando o  surgimento de santuários nas regiões pesqueiras.
Em Porto Alegre, a santa foi eleita padroeira da cidade. Desde 1871 é realizada no Lado Guaíba uma procissão fluvial em sua homenagem. Esta tradição foi interrompida entre 1989 e 2000, em decorrência do naufrágio do barco Bateau Mouche, no Rio de Janeiro, quando o país inteiro se alertou para o perigo de passeios fluviais em embarcações sem equipamentos de segurança suficientes.

Nesta ano, os organizadores esperam contar com mais de 200 “navegantes”. Participam do evento barcos de turismo, pesca, de esportes náuticos e de particulares.

Neste dia há também a homenagem à Iemanjá, orixá das grandes águas, dos mares e oceanos. É a correspondente de Nossa Senhora dos Navegantes nas religiões afro-brasileiras. São feitas homenagens nas praias, com os devotos “lançando” ao mar pequenas embarcações com oferendas compostas de cocadas brancas, lírios, velas brancas, perfumes, espelhinhos, etc… Sua popularidade é imensa, sendo cultuada como a rainha do mar e também chamada de: Oguntê, Marabô, Kaiala e Sobá… Oloxum, Inaiê, Janaína, Iemanjá (já cantava Marisa Monte).

Os filhos de Iemanjá são doces, carinhosos, sentimentais e preocupados em ajudar os outros, apresentando uma certa tendência a consertar a vida de todos os que o cercam. Gostam de luxo, de jóias caras e de tecidos vistosos. Mesmo quando pobres, pode-se notar uma certa sofisticação em suas casas, como diferencial.

fonte:

http://www2.portoalegre.rs.gov.br/pwdtcomemorativas/default.php?reg=2&p_secao=58

Show, hoje do Metálica

sábado, 30 de janeiro de 2010

No dia 30 de janeiro Metallica vem a São Paulo para única apresentação

– Atualizado em 01.12.09

“Baterista à procura de outros músicos de metal para jam com Tygers of Pan Tang, Diamond Head e Iron Maiden“.  Há quase 30 anos este anúncio colocado em um jornal de Los Angeles deu início à carreira de uma das maiores bandas de heavy metal de todos os tempos, o Metallica.  A grande novidade é que James Hetfield (voz e guitarra), Kirk Hammett (guitarra), Robert Trujillo (baixo) e o único integrante da formação original, Lars Ulrich (bateria) desembarcam na cidade para somente uma apresentação.

Mais de dez anos após ter vindo ao Brasil pela última vez, eles prometem colocar o Estádio do Morumbi para tremer no próximo dia 30 de janeiro. O mega show da turnê “World Magnetic Tour” apresentará as canções do álbum “Death Magnetic”, mas não deixará de fora grandes sucessos como “Seek and Destroy”, “One” e “Master of Puppets”.

Sucesso não só entre seus fãs, mas também entre os críticos, o Metallica já ganhou o Grammy, maior prêmio da música mundial, oito vezes, sendo cinco na categoria “Melhor Performance de Metal”. Garanta já o seu ingresso!

SERVIÇO
METALLICA – TURNÊ WORLD MAGNETIC TOUR

Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi)
Praça Roberto Gomes Pedrosa, s/nº
Dia 30 de Janeiro de 2010, a partir das 21h30
De R$ 75 a R$ 500
www.ticketmaster.com.br

fonte:

http://www.cidadedesaopaulo.com/sp/br/noticias/533-no-dia-30-de-janeiro-metallica-vem-a-sao-paulo-para-unica-apresentacao-